16:36 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    A cratera grande de Occator, no planeta anão Ceres, iluminada de cores irreais para mostrar as diferenças no perfil da superfície

    Gravidade de Júpiter e Saturno origina manchas misteriosas em Ceres

    © NASA . NASA/JPL-Caltech/UCLA/MPS/DLR/IDA
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    253

    O aparecimento de manchas misteriosas na superfície de Ceres está ligado a efeitos gravitacionais dos dois grandes planetas do Sistema Solar, Júpiter e Saturno.

    Cientistas norte-americanos descobriram que o ângulo de inclinação do eixo de rotação de Ceres (um planeta anão localizado no cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter) se alterou muito rapidamente por causa da gravidade de Júpiter e Saturno. Em consequência, manchas misteriosas e luminosas apareceram na superfície do planeta anão. O estudo correspondente está publicado na revista Geophysical Research Letters e a NASA apresentou uma breve resenha sobre o assunto.

    O planeta anão Ceres pode estar a uma distância de várias centenas de milhões de quilômetros de Júpiter e Saturno, mas a gravidade destes gigantes influencia a orientação do planeta. As alterações na inclinação axial ou "obliquidade" de Ceres estão de fato relacionadas com outro parâmetro – a posição do gelo na superfície de Ceres.

    Quanto menor é o ângulo de inclinação do eixo de rotação de Ceres, tanto maior é sua superfície obscura e inversamente. Os cientistas conseguiram identificar partes do planeta anão que mesmo com grandes ângulos de inclinação estão na sombra. Foi esclarecido que no lugar onde a sonda Dawn encontrou as manchas misteriosas há crateras. As manchas luminosas são de fato formadas por gelo que existe na superfície do planeta anão.

    Ceres é o terceiro corpo celeste do Sistema Solar com áreas de sombra permanentes, além de Mercúrio e da Lua. Vários cientistas acreditam que corpos de impacto são responsáveis pela presença de gelo nestes planetas. Entretanto, Mercúrio e Lua não possuem tão grande variabilidade de suas inclinações por causa da influência gravitacional estabilizadora do Sol e da Terra respetivamente. A origem do gelo nas crateras de Ceres é mais misteriosa. Ele pode se ter formado no planeta anão por si próprio ou por causa da queda de asteroides ou cometas.

    ​A estação espacial Dawn foi lançada em 27 de setembro de 2007 por um foguete Delta II e atingiu a órbita de Ceres em 6 de março de 2015. O projeto de exploração de Ceres já custou mais de 500 milhões de dólares.

    Mais:

    NASA revela por que fazer sexo no espaço é uma má ideia
    Sonda da NASA encontra 'fontes' de bolhas nos mares de Titã (VÍDEO)
    Tags:
    espaço, ciência, cratera, planeta anão, gelo, superfície, mistério, influência, mancha, gravidade, Ceres, Saturno, Júpiter
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik