20:27 26 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    015
    Nos siga no

    A Agência Espacial Europeia (ESA) encontrou uma possível explicação do acidente da sonda Schiaparelli EDM no mês passado.

    Um erro da unidade de mediação inercial (IMU) pode ter sido a causa do acidente da sonda Schiaparelli EDM no mês passado, disse a agência ESA no seu comunicado na quarta-feira.

    Quando foi inserida no sistema de navegação, a informação errada gerou uma altitude estimada negativa ou seja, abaixo do nível do solo.

    Isto, por sua vez, desencadeou uma liberação prematura do paraquedas, o disparo dos propulsores de frenagem e, finalmente, a ativação dos sistemas terrestres, como se a Schiaparelli já tivesse pousado", diz o comunicado.

    Na realidade, a sonda ainda estava à altitude de 3,7 quilômetros, conforme a declaração.

    É também indicado que esta conclusão da investigação técnica e o quadro completo do sucedido serão apresentados pela ESA no início de 2017.

    Em 21 de outubro, imagens publicadas pela NASA revelaram que a sonda EDM da missão do programa ExoMars 2016, uma parceria entre a Agência Espacial Europeia e a congénere russa Roscosmos, havia colapsado e explodido durante seu pouso no Planeta Vermelho.

    O objetivo principal do programa ExoMars — 2016 é provar a existência de metano na atmosfera do planeta, o que pode confirmar a existência de vida em Marte.

    Mais:

    Primeira mulher-cosmonauta: Rússia será pioneira no envio de expedição a Marte
    Qual o perigo da colonização de Marte? Cientistas explicam!
    Rover planetário Curiosity descobre estranho meteorito metálico em Marte
    Imagens mostram a destruição do módulo Schiaparelli em Marte
    Tags:
    Marte, Agência Espacial Europeia (ESA), Roscosmos, NASA, Schiaparelli, sonda espacial, investigação, ExoMars, aterrissagem
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar