12:45 24 Junho 2017
Ouvir Rádio
    Relógio astrológico, Torre dell'Orologio, Veneza, Itália

    Signos do Zodíaco continuam certos: especialistas desmentem dados da mídia

    © flickr.com/ Danny Nicholson
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    5216701

    A notícia sobre a mudança de datas para determinar os signos do Zodíaco, divulgados por tais publicações como a Cosmopolitan, afinal não têm fundamento.

    Relativamente a este caso, até os  astrônomos concordam com os astrólogos — o que não acontece frequentemente.

    Toda a polêmica tem a ver com o conceito de precessão, que é um fenômeno físico relacionado com a orientação do eixo da Terra. O processo é consequência da atração das massas da Lua e do Sol, bem como de desvios da forma da Terra (o planeta nem sempre é uma esfera perfeita).

    As notícias divulgadas indicavam que, por razão deste fenômeno, as localizações de certas constelações vistas da Terra mudaram a sua posição em 30 graus. Segundo se afirmava, por isso os signos do zodíaco teriam que ser alterados. 

    Para as pessoas que acreditam em horóscopos a novidade era surpreendente: mesmo a NASA comentou o artigo da Cosmopolitan, só que desmentiu a necessidade de mudança dos signos do Zodíaco.

    Christof Niederwieser, astrólogo, disse à Sputnik Alemanha que a informação divulgada pela mídia não é verdadeira e já por vários anos é usada como notícia sensacionalista:

    "Tais artigos têm sempre um problema. Neles estão confundidos dois planos completamente diferentes," disse. 

    O especialista explicou que os astrólogos trabalham no plano tropical de Zodíaco, que é  claramente definido em vários pontos de referência no ano. "O círculo anual é dividido em 12 segmentos de 30 graus," notou.

    O segundo plano com o qual o primeiro é muitas vezes confundido é o assim chamado plano das constelações. Christof Niederwieser declarou: "Em geral estas são somente as designações do caos existente ao redor de certas estrelas, de maneira a ordenar um pouco o céu. Assim a notícia sobre os signos do zodíaco errados se baseia na ignorância por certas pessoas do que é o sistema astrológico no plano astronômico."

    Outra entrevistada pela Sputnik, Monika Staesche, orientadora acadêmica do observatório Wilhelm Foerster em Berlim, também notou que os signos de horoscópio nunca estiveram realmente ligados ao céu real.

    "O Sol, por exemplo, por um ano passa através de 13 constelações diferentes, além do mais durante tempo diferente. Os astrólogos dividem todo o céu de 360 graus em 12 signos do zodíaco com 30 graus cada um. Isso nunca teve precisão absoluta."

    Monika Staesche explicou que as constelações e signos de zodíaco coincidiam quando o sistema astrológico surgiu. Daí os nomes serem os mesmos, mas os sistemas de coordenadas são completamente diferentes.

    Mais:

    Previsão astrológica para as maiores figuras na política mundial em 2016
    Tags:
    astrologia, astronomia, estrelas, NASA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik