14:28 27 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Acelerador supercondutor avançado de íons pesados em Dubna, Rússia

    Rússia convida comunidade internacional para participar do projeto do colisor NICA

    © Foto: Instituto Central de Investigações Nucleares
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    671

    A ministra da Educação e Ciência da Rússia, Olga Vasilyeva, convidou os países da União Econômica da Eurásia (EAU) para participar do projeto do colisor NICA.

    "Convidamos os países da EAU para participar deste megaprojeto", disse Vasilyeva na quarta-feira (21).

    A ministra lembrou que "o objetivo do projeto é criar um complexo NICA no território da Federação Russa, um centro de pesquisa interdisciplinar de classe internacional, tendo um conjunto exclusivo de acelerador supercondutor avançado de íons pesados, que até então não há parecidos no mundo".

    O trabalho com o colisor NICA, baseado em Nuclotron Ion Colisor, está sendo realizado no Instituto Conjunto de Pesquisa Nuclear, na cidade de Dubna, na região metropolitana de Moscou. O projeto da nova megainstalação científica envolve 18 países, incluindo o Brasil.

    Os cientistas vão realizar pesquisas no campo da física de alta energia, ciência e desenvolvimento de novos materiais, radioterapia, radiobiologia, eletrônicos, pesquisas da empresa espacial russa Roscosmos, eliminação e tratamento de materiais radioativos, estudo sobre nova energia limpa, e tecnologias criogênicas. O primeiro lançamento do colisor está previsto para ser realizado daqui a três anos, e em 2023 todo o sistema NICA começará a funcionar.

    Mais:

    Físicos russos descobrem método para melhorar eficiência de centrífugas
    Físicos russos fazem progressos no desenvolvimento de reator termonuclear
    Físicos russos tornam o teletransporte quântico bilateral
    Tags:
    ensino fundamental, física quântica, Brasil, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik