09:50 28 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    151
    Nos siga no

    O aplicativo indiano Hike Messenger é agora avaliado em quase 1,4 bilhões de dólares após conseguir arrecadar mais de 75 milhões de dólares, doados por investidores como as empresas chinesas Tencent Holdings LTD. e Foxconn Technology Group.

    O aplicativo vai tentar derrubar o WhatsApp, propriedade da Facebook e um dos messengers mais populares no Brasil no momento. Com os novos investimentos, a rivalidade ganha peso.

    O presidente da Tencent, Martin Lau, disse que, com este investimento "o Hike será capaz de impor a nossa profunda competência na área das plataformas de mensagens, para enriquecer a experiência dos usuários na Índia”.

    De acordo com os administradores do Hike, em janeiro o app tinha cerca de 100 milhões de usuários, que intercambiavam 40 bilhões de mensagens por mês, com uma média de 120 minutos por semana online.

    Além de mensagens, o app indiano oferece serviço de notícias, cupons para compras e jogos para celulares. Outra particularidade destacada por Kavin Bharti Mittal, o fundador da empresa que criou o Hike, é a privacidade. Com apoio para sete idiomas e uma preferência pelo conteúdo não textual, os usuários podem até esconder a hora e data das suas mensagens ou usar modo de "bate-papo secreto" (também disponível em outros apps, como o Telegram).

    Citado pela agência Bloomberg, Mittal ressaltou, comentando o investimento, que "o mercado indiano da Internet tem mais em comum com a China do que com algum outro mercado ocidental".

    Mais:

    'Acesso à internet – e ao WhatsApp – é livre para todos, de acordo com a lei'
    WhatsApp espera pelo fim definitivo dos bloqueios do serviço no país
    Após novo bloqueio, Ministro da Justiça diz que é preciso regulamentar WhatsApp
    Novo messenger russo promete total segurança e privacidade a empresas e órgãos de governo
    Rússia tem ‘WhatsApp’ para 500 milhões de budistas
    Usuários do WhatsApp em vários países afirmam que serviço saiu do ar
    Tags:
    Hike Messenger, Facebook, WhatsApp, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar