12:35 11 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Estação Espacial Internacional (EEI)

    Por que razão Roscosmos quer reduzir tripulação russa na EEI?

    © NASA .
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 80
    Nos siga no

    A agência espacial russa Roscosmos pretende reduzir o número de seus representantes a bordo da Estação Espacial Internacional (EEI) de três para dois a fim de otimizar o programa de estudos, afirmou nesta quinta o diretor de Programas Tripulados, Sergei Krikalev.

    "Temos planos para reduzir a tripulação porque diminuiu o número de espaçonaves de carga que são enviadas para a EEI, e porque estamos conscientes de que é necessário aumentar a eficácia do programa", explicou Krikalev ao jornal russo Izvestia.

    O executivo da Roscosmos também disse ter enviado mesma proposta aos outros participantes do programa da EEI, em particular ao Centro de Controle de Voos e ao Instituto de Problemas Médicos e Biológicos, para conhecer opinião deles sobre como e quando será melhor reduzir a tripulação.

    A bordo da EEI podem normalmente trabalhar três astronautas estrangeiros. Todos eles viajam para órbita a bordo de naves russas Soyuz, o que permite à Roscosmos receber 55-60 milhões de dólares (cerca de 200 milhões de reais) por cada astronauta. Mas, a partir de 2018, alguns países pretendem começar a usar seu próprio transporte, pelo que duas das quatro naves espaciais utilizadas pela Rússia permanecerão inativas, sublinhou Igor Marinin, o diretor da revista Novosti Kosmonavtiki (Notícias de Astronáutica, em russo).

    "Vamos enviar nossas expedições, duas vezes por ano, na primavera e no outono, e a questão é se vale a pena colocar em cada espaçonave três tripulantes ou se será bastante enviar apenas dois, para que também turistas espaciais possam viajar pagando sua viagem ", concluiu o especialista.

    A Corporação Estatal de Atividades Espaciais, Roscosmos, é o órgão governamental responsável pelo programa de ciência espacial e pesquisa aeroespacial da Rússia.

    A corporação foi criada em 28 de dezembro de 2015. A Roscosmos era anteriormente conhecida como Agência Russa de Aeronáutica e Espaço.

    A sede da Roscosmos está localizada em Moscou, enquanto o principal centro de controle de missão espacial está localizado na cidade de Korolev, nos arredores de Moscou. O Centro de Formação de Cosmonautas (GCTC) fica Zvezdny Gorodok (Cidade das Estrelas). 

    As instalações de lançamento utilizados são o cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão (o mais usado) e o recentemente construído cosmódromo de Vostochny, no Extremo Oriente da Rússia, na região de Amur.

    Mais:

    Roscosmos: tudo pronto para segunda tentativa de lançamento do cosmódromo de Vostochny
    Roscosmos: foguete e satélites no cosmódromo de Vostochny estão em ordem
    Roscosmos: NASA está interessada em utilizar cosmódromo russo Vostochny
    Tags:
    cosmonautas, economizar, cosmódromo, nave espacial, foguete-portador, espaço, ISS, Soyuz, Roscosmos, Sergei Krikalev, Cazaquistão, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar