13:31 11 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Ilha Qeshm (Irã)

    Arqueólogos descobrem assentamento mais antigo no golfo Pérsico

    © Foto / Domínio Público
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 81
    Nos siga no

    Durante trabalhos de arqueologia na ilha iraniana de Qeshm foram descobertos instrumentos em pedra da época do Paleolítico Médio.

    Um representante da Organização da Herança Cultural, Artesanato e Turismo do Irã (ICHITO na sigla em inglês), Seyed Morteza Rahmati, informou em entrevista à agência Mehr que, durante a última era glacial, a ilha estava ligada com o continente por uma geleira.

    "No processo de pesquisas na região de Bam-e Qeshm, na proximidade direta das aldeias de Tabl e Salakh, descobrimos instrumentos de pedra arredondada, cuidadosamente tratada pelo homem", disse.

    Ele notou também que as descobertas eram feitas de diferentes tipos de pedra: os instrumentos cortantes eram feitos de pederneira e diferentes tipos de magma. Os objetos são datados do Paleolítico Médio.

    De acordo com as conclusões prévias dos cientistas, a hipótese de que o local de escavações fosse uma antiga oficina de instrumentos primitivos está correta. A hipótese prova-se pelo fato de que a abundância de matéria-prima permitia fabricar um grande número de instrumentos.

    "O Paleolítico Médio começou cerca de 200.000 anos atrás e acabou cerca de 40.000 anos atrás com o aparecimento do homem moderno. Antes, já tinham sido feitas descobertas datadas deste período nas montanhas de Zagros e no Planalto iraniano," contou Seyed Morteza Rahmati.

    ​Bam-e Qeshm é um lugar vasto e aberto, localizado perto do parque geológico local. O território tornou-se o objeto de pesquisa em 2005 e logo após passou a integrar a lista de lugares incluídos no patrimônio nacional.

    Mais:

    Arqueólogos podem ter achado pedaço do crânio do Desperto
    Tags:
    arqueologia, história, descoberta, Golfo Pérsico, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar