23:42 25 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    3112
    Nos siga no

    De acordo com a versão preliminar do artigo publicado no site BioRxiv, um grupo internacional de cientistas das universidades da Califórnia e Copenhague revelou que os esquimós groenlandeses possuem o maior número de mutações, o que exerce um impacto negativo na sua sobrevivência, em comparação com outras etnias.

    Os cientistas descobriram que nos últimos vinte mil anos os esquimós groenlandeses sofreram as consequências do chamado “efeito de gargalo”: devido à baixa drástica da população, a diversidade genética diminui, fato que leva ao crescimento da frequência de mutações relacionadas ao desenvolvimento de doenças congénitas, que pioram a vitalidade do organismo.

    Os especialistas acham que os esquimós, em particular, são um objeto ideal para estudos de proliferação de doenças hereditárias, raramente encontradas entre grandes populações.

    Mais:

    Rússia está pronta para lutar contra doença africana
    Tags:
    doença genética, genética, cientistas, Terra, Groenlândia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar