23:34 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Universo

    Cientistas tentam calcular quanto tempo resta à humanidade

    CC BY 2.0 / NASA Goddard Space Flight Center / NASA Unveils Celestial Fireworks as Official Image for Hubble 25th Anniversary
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    4113543

    Cientistas de Harvard e Oxford tentaram fazer uma previsão sobre quanto tempo pode existir a vida em torno de estrelas que têm condições para isso.

    O resultado foi publicado no site arxiv.org

    O período durante o qual vida pode se desenvolver perto de uma estrela depende diretamente da duração da vida da própria estrela, diz-se no pré-print da pesquisa. A única exceção ocorre quando a estrela para de existir devido a razões forçadas, pro exemplo, em sequência de colisão com um corpo celeste ou devido à  influência de uma outra força destrutiva.   

    De acordo com os dados da pesquisa, a vida pode se desenvolver na área de uma estrela que seja 0,08-3,7 mais pesada de que o Sol. Ao mesmo tempo, o peso da estrela é inversamente proporcional à duração da vida: quanto mais leve é a estrela, durante mais tempo a vida pode existir. As estrelas mais comuns no Universo, as anãs vermelhas, cujo peso é bastante pequeno, podem existir e manter a vida em torno delas por cerca de dez trilhões de anos.

    As estrelas parecidas com o Sol durante a sua evolução passam por várias etapas – anã amarela, estrela subgigante e gigante vermelha – e daqui a 10 bilhões de anos se tornam em anã branca. Em qualquer destes períodos a estrela pode tornar as condições de vida em planetas próximos impossíveis para a vida.  

    O processo de criação de estrelas começou há 30 milhões anos, depois da Grande Expansão. Os sistemas planetários começaram a aparecer muito mais tarde – depois de as explosões de supernovas formarem a segunda geração de estrelas. Os cientistas opinam que esse é o ponto zero para a existência de vida no Universo, que se limita à vida de estrelas mais estáveis, com uma duração de cerca de 10 bilhões de anos.

    Tags:
    vida, cientistas, estrelas, Sol, Mundo, Oxford
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik