06:20 24 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Painel de apresentação do GLONASS

    Rússia apresenta seu sistema de posicionamento por satélite na China

    © Sputnik / Maksim Bogodvid
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1242
    Nos siga no

    Rússia em breve apresentará sistema de geolocalização Era-Glonass na China.

    As partes concordaram em realizar a apresentação oficial do sistema de reação urgente Era-Glonass.

    A respectiva informação foi divulgada nesta segunda-feira (20) pelo vice-premiê russo Dmitry Rogozin. De acordo com ele, a apresentação do sistema será realizada nos próximos meses.

    "Eu também gostaria de sublinhar a cooperação na área da navegação espacial, que está sendo ativamente desenvolvida. Hoje nós acordamos realizar na China a apresentação do nosso projeto Era-Glonass. Trata-se de um sistema de notificação rápida e automática de todos os serviços de emergência em caso de acidente rodoviário usando aparelhos que usam o sistema de posicionamento Glonass," disse.

    A declaração foi feita após o encontro de copresidentes da comissão intergovernamental russo-chinesa de preparação de encontros regulares dos governos dos dois países.

    No evento a parte chinesa foi representada pelo vice-premiê do Conselho Estatal da China, Wang Yan.

    Rogozin sublinhou também que a cooperação bilateral na área da navegação aérea e espacial é muito útil também para acompanhamento da área do transporte, já que os sensores do sistema permitem localizar os contentores com carga, o que corresponde aos interesses do remetente e do destinatário da carga.

    "Ela [a apresentação] será realizada em breve. Hoje Wang Yan confirmou o convite da delegação da empresa Glonass e de especialistas da Roscosmos para eles mostrarem como tudo isso funciona e respectivamente podermos organizar a produção conjunta de sensores Era-Glonass para serem usados na Rússia bem como na China,"  notou Rogozin.

    Tags:
    navegação por satélite, Glonass, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar