10:27 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Macaco reso no parque zoológico em Sukhum, Abkházia

    Cientistas explicam a capacidade do cérebro de prever

    © Sputnik/ Mikhail Mokrushin
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    596772

    Os neurocientistas do Instituto Francês de Saúde e Pesquisas Médicas (INSERM) descobriram que o cérebro prevê quando a pessoa se depara com uma situação nova, criando um tipo especial de rede neural que está "pronta" para qualquer eventualidade.

    O artigo foi publicado na revista PLOS Computational Biology.

    Os cientistas estudaram a natureza de uma das características mais notáveis do comportamento dos primatas, que também é característica dos humanos. Trata-se da capacidade de adaptar o seu comportamento a um novo ambiente de uma forma que não esteja prevista na evolução. Descobriu-se que esta capacidade do cérebro é fornecida por conexões neurais que formam a rede "de reserva", em que uma pluralidade de impulsos “salta fora” ou estes se misturam entre si. Tudo isto gera uma combinação única de impulsos que podem ser utilizados para gerar o comportamento correto em uma nova situação.

    Os cientistas mostraram isto com a ajuda de um modelo da rede de reserva quando se ensina a executar uma nova tarefa. Depois, os neurocientistas compararam a atividade dos neurônios no modelo com o funcionamento do córtex pré-frontal dos macacos de laboratório e encontraram semelhanças na atividade das células nervosas.

    O córtex pré-frontal do cérebro controla a atividade mental e motora, está envolvido no planeamento das ações, tomada de decisões, comportamento social e interação.

    Mais:

    Cientistas russos criam estação que permite ao homem viver em Marte (VÍDEO)
    Cientistas holandeses criam capa anti-espião
    Cientistas negam mito da influência da Lua cheia sobre o comportamento humano
    Tags:
    laboratório, cérebro, cientistas, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik