09:17 28 Maio 2017
Ouvir Rádio
    Piano

    Google continua desenvolvendo inteligência artificial

    © AFP 2017/ GUILLAUME SOUVANT
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    166810

    A rede neural do Google, capaz de aprender sozinha, gravou sua primeira melodia, relata a edição Tech Times.

    Projeto de pesquisa do Google Magenta visa responder à pergunta se as maquinas são capazes de pintar quadros e compor música.

    A melodia de 90 segundos, feita através de um algoritmo de computador, é tocada em um piano digital e é composta de apenas quatro notas, referindo a publicação que pode parecer boa apenas para os que gostam de "atividade criativa" de crianças batendo nas teclas de um instrumento musical.

    Contudo, os pesquisadores estão otimistas — o projeto começou no mês passado e hoje a máquina já deu seus primeiros passos.

    Segundo a edição, esta não é a primeira vez que o Google desenvolve um projeto que pretende que máquinas criem arte. Antes de Magenta houve o DeepDream, um instrumento de visualização gratuito que permite aos usuários criar suas próprias imagens inspiradas por redes neurais.

    Mais:

    Cientistas descobrem parte do cérebro responsável pela bebedeira
    Cientistas fazem um grande passo à telepatia
    Brasil lidera lista de maiores usuários do Google Translate
    Empresa start-up russa ultrapassa Google
    Tags:
    música, ciência, inteligência artificial, Google, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik