08:56 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Lua vista desde a zona Noroeste de Moscou

    Novo projeto faz viagem à Lua mais próximo

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    9171
    Nos siga no

    A corporação aeroespacial Energia desenvolveu o projeto de nave espacial tripulada Ryvok (“Arranco”, em russo) reutilizável para entregar de carga e os astronautas para a lua.

    O custo do projeto será menor do que o do envio de um navio Federatsiya (“Federação”, em russo).

    "O custo da missão da nave espacial tripulada reutilizável Ryvok três vezes menor do que o custo da missão da nave de transporte tripulado Federatsiya”, disse Yury Makushenko, um funcionário da corporação, apresentando o projeto na conferência científica internacional “Exploração Tripulada do Espaço".

    O primeiro lançamento do foguete da classe pesada Angará-A5 teve lugar em 24 de dezembro de 2014
    Serviço de imprensa do Ministério da Defesa da Rússia
    De acordo com o relatório apresentado, o sistema Ryvok deve basear-se na Estação Espacial Internacional (EEI) e circular dela para a plataforma internacional lunar, entregando as cargas e os astronautas para a Lua que voaram previamente à EEI nas naves de série Soyuz (“União”, em russo).

    O meio da aceleração da primeira para a segunda velocidade espacial deve servir um bloco acelerador modernizado DM, lançado pelo foguete-portador da classe pesada Angara-A5 e ligado com o Ryvok na órbita da Terra.

    Voltando da órbita lunar a nave espacial Ryvok deve ativar o sistema adicional da frenagem na atmosfera da Terra.

    A massa total do complexo constitui 11,4 toneladas, o tempo de voo da órbita da terra para a lua pode levar até cinco dias. O meio de transportação da nave Ryvok para a Estação Espacial Internacional não foi comunicado no relatório do ator.

    Segundo Makushenko, as vantagens do sistema Ryvok em comparação com os projetos de transportação da nave espacial Federatsiya consistem na falta de necessidade da criação do foguete-portador muito pesado ou foguete-portador da classe pesada com combustível de hidrogénio. Além disso, não existe a necessidade da certificação do foguete para os voos tripulados porque o foguete Angara-A5 não vai ser utilizada durante processo da parida dos cosmonautas da Terra. O novo projeto também permite diminuir os gastos e o prazo de criação do sistema de transportes nacional.

    A nave espacial tripulada reutilizável Federatsiya foi construída pela empresa espacial russa Energia e serve para transportação de pessoas e pesos à lua e à orbita da terra. Mais cedo, comunicava-se que o primeiro lançamento da Federatsiya no regime não tripulado é marcado para o ano de 2021 e com os cosmonautas ao bordo, para o ano de 2023. A construção da nave espacial deve ter início no verão.

    Mais:

    NASA disposta a competir com a Rússia e Europa no espaço
    Militares dos EUA querem corrida armamentista no espaço para aumentar orçamento
    Rússia é acusada de violar constantemente o espaço aéreo da Polônia com drones
    Tags:
    nave espacial, Estação Espacial Internacional (EEI), RKK Energia, Espaço, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar