02:11 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Medicamentos

    Mal uso de antibióticos pode matar 10 milhões de pessoas por ano em 2050

    Creative Commons
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 14601

    A resistência aos antibióticos poderá matar em 2050 mais de dez milhões de pessoas por ano, ou seja, uma pessoa em cada três segundos, segundo estudo divulgado em Londres, informou Agência Brasil.

    Bactéria
    © flickr.com/ Oak Ridge National Laboratory
    Nomeado pelo governo britânico para conduzir o documento sobre a resistência aos antibióticos, o economista Jim O’Neill apresentou o relatório que apela à mudança drástica na maneira de utilizar os antibióticos, cujo consumo excessivo e a má utilização favorecem a resistência das chamadas “super-bactérias.”

    O estudo recomendou uma ampla campanha para sensibilizar o público e defendeu a criação de um fundo de investigação e a redução da utilização de antibióticos durante a fase de crescimento. Em paralelo, seria necessário desenvolver uma nova família de fármacos para substituir os antibióticos.

    Desde o lançamento do estudo, em meados de 2014, mais de um milhão de pessoas morreram por infecções relacionadas com a resistência aos antibióticos, diz o documento. A Organização Mundial de Saúde (OMS) advertiu, em novembro, que o fenômeno representa um “imenso perigo” e que, se nada for feito, o planeta caminha para uma “era pós-antibiótica, na qual as infecções atuais podem recomeçar a matar.”

    Tags:
    infecções graves, bactérias, antibióticos, OMS, Jim O'Neill, Londres
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik