09:00 19 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Mark Zuckerberg com a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff

    Zuckerberg pede aos brasileiros para não deixarem o WhatsApp ser bloqueado novamente

    © AFP 2019 / ROBERTO STUCKERT FILHO / PRESIDENCIA BRASIL
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    13110

    O presidente executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, pediu hoje aos brasileiros para firmarem uma petição ou pedirem ao Congresso Nacional para evitar o bloqueio do aplicativo de mensagens WhatsApp.

    Nesta terça-feira, um tribunal de apelações revogou a suspensão de 72 horas do aplicativo, pertencente ao Facebook, em consequência da grande onda de indignação que tomou conta do país após a decisão de um juiz que, ao invés de penalizar apenas a empresa por suposta desobediência às leis brasileiras, acabou punindo mais de 100 milhões de usuários do serviço.

    "Vocês e seus amigos podem ajudar a assegurar que isso não volte a acontecer, e espero que vocês participem", escreveu Zuckerberg em seu Facebook. 

    Na última segunda-feira, o juiz da comarca de Lagarto (SE) Marcel Montalvão, o mesmo que, em março, mandou prender o vice-presidente do Facebook para a América Latina, Diego Dzodan, após a empresa ter se recusado a colaborar com investigações da Polícia Federal a respeito de conversas no WhatsApp em um processo de tráfico de drogas, ordenou ontem a suspensão do aplicativo por três dias, ainda por razões ligadas a esse caso.

    Mais:

    Prende-solta de vice do Facebook provoca debates sobre direitos na internet
    Diretor do WhatsApp comemora liberação do aplicativo pede apoio aos brasileiros
    Bloqueio do WhatsApp: usuários brasileiros buscam novos aplicativos de mensagens
    Justiça libera WhatsApp no Brasil
    Tags:
    brasileiros, WhatsApp, Facebook, Marcel Montalvão, Diego Dzodan, Mark Zuckerberg, Sergipe, Lagarto, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar