03:58 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    27923
    Nos siga no

    O desenvolvimento do substituto dos motores de foguetes RD-180 russos está decorrendo como o planejado, disse à Sputnik o presidente e diretor-geral da Aliança de Lançamento Unido (United Launch Alliance, em inglês), Tory Bruno, durante o 32 Simpósio Espacial em Colorado Springs.

    Em 2014, o Congresso aprovou uma lei que obriga os Estados Unidos a desenvolver um sistema nacional de propulsão de foguetes de nova geração até 2019, para eliminar a dependência dos motores de foguetes RD-180 russos.

    Questionado se os EUA serão capazes de terminar o desenvolvimento até 2019, Tory Bruno respondeu afirmativamente.

    "Temos dois motores em desenvolvimento: O BE-4 – o motor de metano construído pelo fabricante aeroespacial Blue Origin, e também o AR1 Aerojet Rocketdyne – um motor de querosene. Os dois estão sendo fabricados de acordo com o previsto e com sucesso, por isso eu estou satisfeito com a agenda que temos", explicou Bruno.

    De acordo com o diretor-geral, a Aliança de Lançamento Unido não tem planos para nova encomenda de motores de foguetes RD-180 de fabricação russa.

    "Posso dizer que encomendámos mais 20 motores RD-180. É uma altura de transição entre a situação que temos hoje e a altura em que teremos o foguete Vulcan Centaur Rocket, que substituirá o RD-180", disse Bruno. "Não tenho planos para outra encomenda <…> Depois destes 20 [motores], não acho que seja a decisão certa.”

    Mais:

    Após quatro adiamentos, foguete Falcon 9 finalmente é lançado na Flórida
    EUA não poderão passar sem motores de foguete russos
    Tags:
    motor, foguete, congresso, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar