23:46 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Simulação virtual do game Salve o gato, da companhia japonesa Banco Namdai

    Game japonês simula realidade paralela e promete deixar Matrix no chinelo (VÍDEO)

    © YouTube/バンダイナムコエンターテインメント(Bandai Namco Entertainment)
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    3131
    Nos siga no

    O universo dos gamers foi brindado esta semana com uma novidade radical em termos de realidade virtual. Imagine usar óculos especiais que projetam imagens tão realistas que os jogadores chegam a chorar de medo: é o que promete uma nova tecnologia incorporada ao game “Salve o gato”, demonstrado pela companhia japonesa Bandai Namco.

    Basicamente, a magia do jogo reside nos recursos computacionais que enganam o cérebro humano, fazendo o jogador acreditar que está em cima de uma tábua projetada para fora de um edifício a centenas de metros do chão, onde um gatinho virtual espera para ser salvo.

    ​A força da ilusão criada pelo jogo é assustadora, segundo relata o Canaltech, que informa que uma nova demonstração da tecnologia está programada para acontecer em Tóquio a partir do dia 15 de abril. Na ocasião, segundo a fonte, será usado um HTC Vive, aparelho de imersão 3D e 360°. 

    Quem experimenta o jogo parece confundir totalmente a situação artificial com a vida real. No vídeo da demonstração realizada pela Bandai Namco, as cobaias gritam, choram e entram em verdadeiro pânico, como se estivessem de fato sob o risco de se espatifarem em uma queda aterrorizante.  

    De alguma forma, é como se os jogadores se vissem de repente em uma realidade paralela. No primeiro filme da trilogia assinada pelos irmãos Wachowski (atualmente irmãs Wachowski), após uma pergunta de Neo – “Se você é morto na Matrix, você morre aqui [na vida real]?” –, Morpheus responde: “O corpo não pode viver sem a mente”. 

    ​Por via das dúvidas, é melhor salvar esse gato. Confira:

    Tags:
    3D, 360º, realidade virtual, realidade paralela, game, simulação, tecnologia, jogo, Salve o gato, Matrix, Bandai Namco Entertainment, Wachowski, Tóquio, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar