19:04 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Nono planeta visto por um artista

    Cientistas sabem como extraterrestres escondem seus planetas

    © flickr.com/ Kevin Gill
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    4245

    Um grupo de astrônomos mostrou uma via bastante simples que pode ajudar os extraterrestres (se estes existem) a esconder facilmente o seu planeta ou os traços da sua vida em um planeta dos telescópios da Terra – usando laser.

    Os extraterrestres podem se esconder dos telescópios, apelidados de "caça-planetas", “cegando-os”, diz o respectivo artigo da revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

    Os planetólogos opinam que a potência de laser para iluminar o planeta que precisa ser escondida não deve ser muito alta – basta a potência de 30 megawatts.

    Cabe mencionar que nos últimos anos o telescópio Kepler, o espectrógrafo échelle HARPS e vários outros aparelhos descobriram milhares de planetas, várias dezenas dos quais ficam dentro da zona habitável e tem mais ou menos os mesmos tamanhos do que é da Terra.

    Até o momento não foram achados quaisquer traços de vida nestes planetas através os "olhos" de telescópios, ou "orelhas de rádio" do Instituto SETI, que tenta achar sinais de rádio transmitidos por extraterrestres.

    Mesmo assim, os cientistas acham que existe uma possibilidade de existência de vida extraterrestre – em meados de outubro do ano passado, por exemplo, os astrônomos detectaram flutuações irregulares de viveza da estrela KIC 8462852 na constelação Cygnus que não podem ser explicados por processos naturais, quer dizer podem servir de prova de existência de uma civilização avançada.

    O Kepler e telescópios semelhantes buscam exoplanetas por assim chamado método de trânsito – eles monitoram as mudanças na intensidade do brilho das estrelas, que podem ser provocadas pela passagem de um planeta bastante escuro pelo disco brilhante do Sol. Este método permite encontrar planetas rapidamente, mesmo que com pouca precisão, e estudá-los.

    Mas o planetólogo David Kipping, do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, e o seu colega na Universidade Columbia (EUA)  Alex Teachey decidiram ligar as falhas em busca de vida além da Terra com a possibilidade de que eventuais habitantes de outros planetas podem usar laser no ponto em que o seu planeta passa pelo disco solar.

    Os sistemas são tão simples e usam tão pouca eletricidade que podem ser construídas na Terra mesmo no tempo presente, acham os cientistas.

    Além disso, tais lasers podem ser usados também para a iluminação do planeta em caso de necessidade de sinalizar sobre a presença da vida neste. Existe também a possibilidade que esta tecnologia pode ser usada a partir da Terra, quer dizer podemos tornar o nosso planeta visível para que aqueles que têm interesse poderiam nos achar.

    Mais:

    NASA mostra vídeo de explosão de supernova
    Tags:
    exoplaneta, espaço, astronomia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar