15:48 11 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    557
    Nos siga no

    Um morador da Singapura foi obrigado a pagar 10 mil dólares por emissões nocivas que o seu carro ecológico teria emitido.

    John Nguen recebeu a multa por causa do seu carro elétrico Tesla Model S.

    A decisão foi feita pelo Ministério do Transporte da Singapura após realizar testes no carro pela primeira vez neste país. O Model S recebeu a categoria de veículos mais prejudiciais ao meio ambiente.

    ​A razão para tal controvérsia é simples: ao considerar o impacto ambiental de carros, as autoridades da Singapura não só olham para emissões de tubo de escape, que carros Tesla simplesmente não têm. Mas elas tomam em consideração também um indicador que define o montante condicional de emissões de dióxido de carbono que ocorreu durante a produção de eletricidade para o carro – 0,5 gramas em um quilômetro de via em cada watt-hora consumida pelo carro.

    O que é interessante aqui é a falta de convergência dos dados oficialmente declarados por produtor e os registrados pelas autoridades de Singapura – 210 watts-horas contra 444 watts-horas em um quilômetro.

    Cabe mencionar também que o singapurense que recebeu a multa após testes inicialmente queria fazê-los para receber descontos de taxas, previstas para proprietários de carros ecológicos em Singapura.

    Mais:

    De que raça é você?
    Colonização de Marte é possível em menos de 10 anos
    Cientistas: transporte público é demasiado difícil para o cérebro humano
    Tags:
    Tesla, carro, ecologia, Singapura
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar