13:51 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Sol e Marte

    Colonização de Marte é possível em menos de 10 anos

    © AP Photo/ Goddard Space Flight Center/NASA
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    29101

    O fundador da empresa estadunidense SpaceX, Elon Musk, revelou os planos de enviar uma tripulação a Marte em 2025.

    O primeiro lançamento do foguete da classe pesada Angará-A5 teve lugar em 24 de dezembro de 2014
    Serviço de imprensa do Ministério da Defesa da Rússia
    A ideia foi anunciada pelo próprio bilionário Musk durante o festival de jovens empreendedores StartmeupHK, em Hong Kong.

    Aliás, o projeto de Musk é bastante ambicioso. A Agência Espacial Nacional dos EUA (NASA) só prevê a possibilidade de enviar uma nave espacial ao Planeta Vermelho em 2030.

    A ideia de Elon Musk prevê a criação de uma nave especial de nova geração, que deve ser apresentada em setembro de 2016 na Conferência Internacional de Astronáutica em Guadalajara.

    O sentido do projeto não é uma viagem em si, senão o estabelecimento de uma colônia autônoma no quarto planeta do Sol. Além de ser um primeiro passo no caminho de "evacuação" da Terra (caso tal seja necessária), pretende ser também uma "escada ao céu", já que as tecnologias usadas e desenvolvidas "permitirão estabelecermos mais colônias no Sistema Solar e finalmente irmos para fora do nosso Sistema Solar", opina o empreendedor.

    "Seria uma aventura incrível", "excitante" e "inspiradora", diz.

    Antes, Elon Musk tem expressado a hipótese de "terraformar" Marte aplicando uma explosão termonuclear à sua superfície.

    Viagem sem retorno

    Existe também outro projeto, que prevê a decolagem de um cosmódromo terrestre em 2024. Chama-se MarsOne e é também uma iniciativa privada, do empreendedor holandês Bas Lansdorp. MarsOne já tem candidatos para serem tripulantes, com uma delas da nacionalidade russa, que afirma que a viagem seria uma de não retorno. Mas nem por isso ela fica menos entusiasmada.

    Agora, quem está em Marte é o rover Curiosity, principal manchete internacional do ano 2014.

    Robô móvel Curiosity em Marte
    NASA
    Robô móvel Curiosity em Marte

    Mais:

    Pronto para um passeio? Rússia lança projeto de robô espacial ambicioso
    Roscosmos planeja construir motor atômico para missões ao espaço distante
    Lixo espacial pode provocar conflito na Terra
    Primeira flor desabrocha no espaço
    Rússia prepara Federação espacial
    Rússia elabora motor espacial do futuro
    Agência espacial russa mostra futuro da Terra em vídeo
    Cientistas estudam ondas no espaço que ninguém sabe de onde vêm
    Tags:
    SpaceX, Elon Musk, Marte, Hong Kong, Espaço
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik