10:48 17 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Sol e Marte

    Escândalo na NASA: anunciada descoberta que já tinha sido feita por cientistas russos

    © AP Photo/ Goddard Space Flight Center/NASA
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    56173274929

    A Academia de Ciências da Rússia (RAN na sigla em russo) acusou a Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA) de terem anunciado uma descoberta quando esta já tinha sido comunicada por cientistas soviéticas dezenas de anos atrás.

    Segundo os especialistas russos, a descoberta em questão, sobre a perda de água e a atmosfera do planeta vermelho não pertence à NASA, informa o site analítico What They Say About USA (O que dizem sobre os EUA).

    A descoberta foi anunciada na semana passada e tinha a ver com o desaparecimento da atmosfera, mas os cientistas russos, inclusive Oleg Weisberg, o pesquisador-chefe do Laboratório de Vento Solar, declaram que esta não é nada mais do que uma elaboração da avaliação originalmente feita pelas estações interplanetárias soviéticas. 

    "É inoportuno que os nossos colegas americanos durante a coletiva de imprensa não tenham achado necessário se referir às descobertas anteriores", disse o cientista russo, segundo o site oficial da RAN.

    Segundo Weisberg, as estações soviéticas Mars 2,3 e 5 foram as primeiras a estudar a atmosfera de Marte. Nos anos 1970 foi descoberta a atmosfera magnética de Marte e foi registrado o fluxo de íons atmosféricos trazidos pelo vento solar.

    Graças à Mars 5, os cientistas estabeleceram sucessivamente que a velocidade da perda de materiais da atmosfera atinge um quarto de kg por segundo, declarou o pesquisador chefe do Laboratório de Vento Solar. 

    E todos os resultados foram experimentalmente confirmados ainda em 1988.

    Tags:
    espaço, descoberta, Academia de Ciências da Rússia, NASA, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik