00:19 17 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Nave Soyz parte de Baikonur.

    Lixo espacial aumentará tempo de viagem da Soyuz à Estação Espacial

    © Sputnik / Alexey Filippov
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    4102
    Nos siga no

    A nave russa Soyuz foi lançada nesta quarta-feira (2) do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, com três tripulantes rumo à Estação Espacial Internacional (EEI). Eles levarão 48 horas até a base orbital, 42 horas a mais do que o trajeto que vinha sendo utilizado. A mudança aconteceu por conta do lixo espacial que ameaçava danificar o veículo.

    A bordo da nave, estão o russo Sergei Volokov, o dinamarquês Andreas Mogensen e o cazaque Aidin Aimbetov, ocupante de última hora do veículo depois que a cantora Sarah Brightman desistiu de ir ao espaço. Eles se juntarão aos cosmonautas da Rússia, Gennady Padalka, Mikhail Kornienko e Oleg Kononenko, aos astronautas dos EUA, Kjell Lindgreen e Scott Kelly, e ao japonês Kimiya Yui.

    Desta forma, a EEI contará com nove pessoas em seu interior, três mais que o habitual. No entanto, a superlotação da base orbital é apenas por alguns dias. Já que Mogensen, o primeiro dinamarquês a ir ao espaço, e Aimbetov, o primeiro cazaque na Estação Espacial Internacional, voltarão à Terra junto com Padalka no dia 11 de setembro.

    Tags:
    tempo, lixo espacial, cosmódromo, nave, viagem, Estação Espacial Internacional, ISS, Soyuz, Sarah Brightman, Cazaquistão, Dinamarca, EUA, Japão, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar