06:11 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Ilustração de rifle Tracking Point

    Mídia: novos rifles Tracking Point podem ser hackeados

    © Foto: www.plasticwax.com/screenshot
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    21769172

    Especialistas norte-americanos acharam uma falha nos novos rifles computadorizados Tracking Point – esta arma mortífera pode ser ligada à Internet e hackeada.

    Os pesquisadores Runa Sandvik e Michael Auger desenvolveram uma técnica que permite influenciar o disparo através de uma conexão sem fios, aproveitando uma vulnerabilidade no software desta arma, escreve portal Wired.

    Durante a conferência Black Hat, os analistas apresentaram os resultados de um ano de trabalho para penetrar nos computadores dos rifles Tracking Point, que custam US$ 13 mil. 

    "O sistema pode transmitir dados errados ao usuário e ele acabará por falhar o tiro", disse Sedvik.

    A especialista anteriormente trabalhava no desenvolvimento de sistemas Tor, que protegem o anonimato.

    De acordo com os especialistas, usando tais tecnologias, um hacker pode destruir completamente o sistema de mira computadorizada e até mesmo bloquear o gatilho.

    O rifle Tracking Point é equipado com uma versão modificada do Linux e, após o atirador premir o gatilho, o sistema decide quando realizar o tiro escolhendo o momento próprio para atingir o alvo. A tecnologia permite alcançar alvos à distância de mais de 1,5 km, podendo ser utilizada mesmo por quem não sabe atirar bem.

    A conferência Black Hat decorre em Las Vegas de 1 a 6 de agosto.

    Mais:

    Hackers americanos teriam tentado obter informações sobre armas da Alemanha e França
    Tags:
    rifle, armamento, hackers, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik