12:01 15 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Progress Cargo Vessel

    Sem contato com a Terra, atracar a Progress na ISS poderia ser fatal para os tripulantes

    © Foto: Roscosmos
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 412

    A Agência Espacial Russa (Roscosmos) tentou por três vezes refazer o contato com o cargueiro Progress M-27-M, lançado do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, na terça-feira (28), mas não obteve sucesso. Por razões ainda desconhecidas, a nave não entrou na órbita esperada após o lançamento.

    Sem contato, o cargueiro não atracou na Estação Espacial Internacional (ISS), para onde partiu levando suprimentos, combustível, oxigênio e material para pesquisas científicas. Uma fonte da Roscosmos disse à agência RIA Novosti que somente um milagre salvaria o cargueiro, uma vez que não há telemetria.

    O informante destacou ainda que não será feita uma nova tentativa. “Uma manobra manual seria extremamente perigosa. A tripulação da ISS poderia morrer.” O futuro da nave também é incerto. Os técnicos esperam que a Progress se queime ao entrar na atmosfera, o que deverá acontecer em uma semana.

    O insucesso com a Progress M-27-M acelerou o lançamento da M-28-M, que aconteceria somente em agosto. O próximo cargueiro partirá para a ISS antes do previsto para que não falte suprimentos e para que as pesquisas não sejam paralisadas.

    Tags:
    atracamento, contato, suprimentos, cargueiro, nave, Cosmódromo de Baikonur, Progress, Estação Espacial Internacional, ISS, Agência Espacial Russa, Roscosmos, Baikonur, Cazaquistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik