06:20 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Google

    Serviço Federal Antimonopólio da Rússia poderá investigar o Google

    © AFP 2017/ PHILIPPE HUGUEN / AFP
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 152

    O motor de busca russo Yandex anunciou nesta quarta-feira (18) que apresentou um pedido ao Serviço Federal Antimonopólio da Rússia para investigar se a atividade do Google não viola a legislação antimonopólio russa.

    Deve-se notar que o Yandex participa na investigação da Comissão Europeia sobre a queixa de posição dominante do Google na plataforma Android. 

    “Nós consideramos que os serviços para usuários como, por exemplo, busca, mapas, e-mail e outros devem ser separados do sistema operacional Android”, manifestou a Yandex.

    Em 2014 Google proibiu a pré-instalação de todos os serviços do Yandex nos gadgets Fly, Explay e Prestigio. Os dirigentes do Yandex acham que Google irá continuar esta prática.

    “A transparência do Android ficou no passado. Se os produtores não aceitam promover os serviços do Google nos seus aparelhos, nomeadamente instalar por predefinição a busca do Google, podem perder o acesso aos componentes da plataforma Android, que influenciam o funcionamento dos gadgets”, disse o Yandex.   

    “Pensamos que os produtores devem ter o direito de escolher o sistema de busca que vai ser instalado por predefinição nos seus aparelhos e em geral os serviços que decidem pré-instalar… E sobretudo a Google não deve proibir a pré-instalação dos aplicativos dos concorrentes. É por isso que falamos sobre a necessidade de separar o sistema Android da busca do Google e de outros serviços para usuários”, manifestou o representante do Yandex, Ochir Mandzhikov.

    A política do Google em relação aos produtores de smartphones desde 2013 é alvo de uma investigação antimonopólio da Comissão Europeia. Esta investigação é baseada na queixa da aliança Fair Search que inclui, entre outras empresas, a Microsoft, a Nokia e a Oracle.

    Mais:

    Nove em cada 10 brasileiros estão satisfeitos com as compras pela Internet
    Vício na Internet tem provocado atos extremos
    Tags:
    Internet, Yandex, Google, União Europeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik