20:11 08 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Charges

    Quando a ameaça não funciona

    Charges
    URL curta
    3376
    Nos siga no

    Governo americano ameaça impor sanções a países parceiros que obtiverem produtos de defesa da China e Rússia, mas não consegue impedir a aquisição do sistema S-400 russo pela Turquia.

    Quando a ameaça não funciona

    Durante videoconferência realizada ontem (8), o secretário assistente para assuntos político-militares dos EUA, R. Clarke Cooper, afirmou que seu país poderia introduzir sanções contra países parceiros que utilizem tecnologias de defesa oriundas da China e da Rússia.

    "Do ponto de vista tático, introduzindo [armamentos da Rússia e China] certamente não beneficiaria qualquer parceiro - repito, independente se é o Iraque ou outro país. E como eu mencionei antes, existe a questão do estatuto [do Ato de Contenção aos Adversários da América via Sanções - CAATSA, na sigla em inglês] que nós recorreríamos em caso do risco de sanções do CAATSA", afirmou Cooker.

    A razão seriam dificuldades de interoperabilidade entre os sistemas de defesa americanos com os de origem russa e chinesa.

    Apesar das ameaças de sanções, países que possuem cooperação no setor de defesa com os EUA, a exemplo a Turquia, continuam mostrando interesse por armamentos russos.

    Mais:

    Câmara dos Representantes dos EUA aprova orçamento militar de 2021 com sanções a Rússia e Turquia
    EUA aplicam sanções contra 6 entidades e 4 navios por transporte de carvão da Coreia do Norte
    Taiwan afirma enfrentar ameaças diariamente após EUA anunciarem nova venda de armas para o país
    Tags:
    Defesa, Rússia, China, Turquia, EUA, sanções
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais charges