13:08 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Charges

    Quando uma palavra amiga cai bem

    Charges
    URL curta
    5614

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, está querendo uma declaração pública do presidente dos EUA, Donald Trump, na véspera das eleições no país, em apoio aos povoados judeus na Cisjordânia.

    Quando uma palavra amiga cai bem

    A notícia foi dada pelo Zman Yisrael, site em hebraico do The Times of Israel, que citou fontes do gabinete do premiê israelense.

    Dessa forma, Netanyahu poderia prometer a seus eleitores que, caso ele vença, irá expandir a soberania de Israel em relação aos povoados, reconhecidos ilegais pela ONU.

    Mais:

    Comandante iraniano adverte que presença 'ilegal' de Israel no golfo Pérsico pode provocar guerra
    'Será engolido pela ira': responsável iraniano adverte Israel de participar em plano dos EUA
    Tags:
    Cisjordânia, Israel, Donald Trump, Benjamin Netanyahu
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar

    Mais charges

    • Que orelhão em...
      Last update: 11:00 15.08.2019
      11:00 15.08.2019

      Que orelhão, hein?

      Microsoft reconheceu que seus empregados podem ouvir os áudios dos usuários.

    • Privacidade sem limites
      Last update: 09:02 14.08.2019
      09:02 14.08.2019

      Privacidade sem limites

      Facebook transcrevia os áudios de seus usuários empregando trabalhadores externos, sem lhes explicar o objetivo da transcrição e origem das gravações.

    • Faz parte das compras
      Last update: 10:30 09.08.2019
      10:30 09.08.2019

      Faz parte das compras

      O controle de venda de armas é um dos problemas mais discutidos na sociedade norte-americana. A questão se agravou com os quatro tiroteios na última semana.

    • Aquela desvalorização que é sentida pelo concorrente
      Last update: 12:17 08.08.2019
      12:17 08.08.2019

      Aquela desvalorização que é sentida pelo concorrente

      O Banco Popular na China diminuiu o preço do yuan para dólar a cerca de 0,5%, aproximando-o da marca psicológica de 7 yuanes por um dólar pela primeira vez desde a Grande Recessão de 2008.