05:57 18 Fevereiro 2019
Ouvir Rádio
    Charges

    Quem não segue as regras do jogo, se dá mal

    Charges
    URL curta
    153

    A agência Bloomberg comunicou, citando fontes, que o Banco da Inglaterra rejeitou o pedido do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, para concessão de US$ 1,2 bilhão (R$ 4,5 bilhões).

    Quem não segue as regras do jogo, se dá mal

    Uma fonte não divulgada comunicou à agência que a decisão de não conceder barras de ouro foi tomada depois de funcionários de alto escalão, inclusive o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o assessor de segurança nacional dos EUA, John Bolton, terem pressionado colegas do Reino Unido para que o acesso de Maduro a seus ativos no exterior fosse barrado. 

    O vice-chanceler britânico, Alan Duncan, afirmou que o governo do Reino Unido não resolve questões relacionadas à entrega de ouro guardado no Banco da Inglaterra às autoridades da Venezuela.  

    Mais:

    Destino do ouro venezuelano? Casos em que riquezas alheias 'sumiram' em bancos ocidentais
    Guaidó pede a Reino Unido que não entregue ouro a Maduro, informa mídia
    Tags:
    ouro, Reino Unido, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Mais charges

    • Bloco de notas e caneta são o novo bicho-papão
      Last update: 12:34 15.02.2019
      12:34 15.02.2019

      Bloco de notas e caneta são o novo bicho-papão

      O assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, escreveu no Twitter que "os que conspiram com Maduro para destruir instituições democráticas da Venezuela, vão continuar lidando com consequências".

    • Golpe vs. legitimidade
      Last update: 11:48 14.02.2019
      11:48 14.02.2019

      Golpe vs. legitimidade

      Os EUA instigam abertamente as Forças Armadas da Venezuela à rebelião, afirmou nesta quinta-feira (14), a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.

    • Quão profundo ainda dá para cavar?
      Last update: 14:14 13.02.2019
      14:14 13.02.2019

      Quão profundo ainda dá para cavar?

      A dívida estatal dos EUA superou pela primeira vez na história US$ 22 trilhões, de acordo com o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos.

    • Quando provas são nulas e vontade de acusar é infinita
      Last update: 10:19 12.02.2019
      10:19 12.02.2019

      Quando provas são nulas e vontade de acusar é infinita

      Os Estados Unidos não forneceram nenhuma prova da violação russa do Tratado INF, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.