05:32 18 Fevereiro 2019
Ouvir Rádio
    Charges

    Colonizador ontem, colonizador hoje

    Charges
    URL curta
    0 141

    O Ministério das Relações Exteriores da Venezuela condenou o ultimato dos países da União Europeia, comparando-o com ações de colonizadores.

    Colonizador ontem, colonizador hoje

    Neste sábado (26), Reino Unido, Alemanha, França e Espanha – recebendo apoio da Holanda posteriormente – deram um ultimato de oito dias para Nicolás Maduro organizar eleições ou então o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, seria reconhecido presidente interino do país.

    "A República Bolivariana da Venezuela rejeita fortemente a declaração da União Europeia de 26 de janeiro, que confirmou sua decisão de se juntar ao golpe de Estado orquestrado pelo governo dos EUA, tendo em mente a tentativa de dar à Venezuela um ultimato que lembra o estilo dos poderes coloniais", publicou Jorge Arreaza, chanceler da Venezuela, um comunicado no Twitter.

    Mais:

    Venezuela busca 'neutralizar' EUA como a força que lidera tentativa de golpe
    Trump não descarta uso de força militar na Venezuela, diz senador
    Reino Unido trata Venezuela de forma 'cínica', diz embaixada russa em Londres
    Tags:
    colonialismo, Jorge Arreaza, Europa, Venezuela

    Mais charges

    • Bloco de notas e caneta são o novo bicho-papão
      Last update: 12:34 15.02.2019
      12:34 15.02.2019

      Bloco de notas e caneta são o novo bicho-papão

      O assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, escreveu no Twitter que "os que conspiram com Maduro para destruir instituições democráticas da Venezuela, vão continuar lidando com consequências".

    • Golpe vs. legitimidade
      Last update: 11:48 14.02.2019
      11:48 14.02.2019

      Golpe vs. legitimidade

      Os EUA instigam abertamente as Forças Armadas da Venezuela à rebelião, afirmou nesta quinta-feira (14), a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.

    • Quão profundo ainda dá para cavar?
      Last update: 14:14 13.02.2019
      14:14 13.02.2019

      Quão profundo ainda dá para cavar?

      A dívida estatal dos EUA superou pela primeira vez na história US$ 22 trilhões, de acordo com o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos.

    • Quando provas são nulas e vontade de acusar é infinita
      Last update: 10:19 12.02.2019
      10:19 12.02.2019

      Quando provas são nulas e vontade de acusar é infinita

      Os Estados Unidos não forneceram nenhuma prova da violação russa do Tratado INF, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.