00:56 17 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Charges

    Quando um Petya põe em risco toda humanidade

    Charges
    URL curta
    035
    Nos siga no

    Países como a Rússia, Dinamarca, França, Espanha e Ucrânia relataram ter sido vítimas de ciberataques que têm como objetivo sequestrar informações de bancos de dados para, em seguida, só liberá-las mediante pagamentos online.

    Quando um Petya põe em risco toda humanidade

    O vírus de resgate Petya, que vem sendo apontado como arma de um ataque cibernético que afetou vários órgãos da Europa nesta terça-feira (27), também seria um dos responsáveis pelos problemas causados em vários sistemas informáticos na Ucrânia, incluindo da usina nuclear de Chernobyl, segundo afirmaram autoridades locais.

    Tags:
    Chernobyl, Ucrânia, Europa, vírus de resgate Petya, ataque cibernético
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais charges

    • Burocracia e míssil hipersônico
      Last update: 10:31 15.09.2021
      10:31 15.09.2021

      Míssil hipersônico que custa a sair

      Enquanto China e Rússia já possuem mísseis hipersônicos, o general norte-americano John Hyten culpou a burocracia por atrasar a produção de tal arma nos EUA.

    • EUA gastaram US$ 1 trilhão no Afeganistão
      Last update: 11:34 17.08.2021
      11:34 17.08.2021

      Afeganistão: uma caixa de surpresa de US$ 1 trilhão

      Enquanto americano, Joe Biden, disse que seu país gastou US$ 1 trilhão (R$ 5,25 trilhões) durante a campanha militar da OTAN no Afeganistão, a Rússia afirma que tudo isso foi dinheiro jogado fora.

    • Fantasma da guerra
      Last update: 13:00 06.08.2021
      13:00 06.08.2021

      'Exército fantasma' dos EUA contra China e Rússia

      General americano compara exército de robôs dos EUA para lutar contra a Rússia e China com um exército fantasma.

    • Armas e direitos humanos
      Last update: 13:01 05.08.2021
      13:01 05.08.2021

      Armas só para 'amigos' dos direitos humanos

      Casa Branca planeja rever sua política de exportação de armas seguindo o princípio da defesa dos direitos humanos.