21:03 05 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Charges

    França: eleições presidenciais no meio de atentados

    Charges
    URL curta
    223
    Nos siga no

    Em 20 de abril, homem armado abriu fogo contra carro policial estacionado na Champs Elysees, matando um policial e ferindo mais duas pessoas.

    Eleições presidenciais franceses na mira do Daesh

    O incidente assustou o povo francês que está prestes a escolher o presidente do país. O primeiro turno das eleições presidenciais francesas está programado para domingo, dia 23 de abril. No caso de não haver um vencedor absoluto, prevê-se realizar um segundo turno em 7 de maio.

    Mais:

    Nota de apoio ao Daesh é encontrada no corpo de terrorista de Paris
    Paris: pessoa supostamente ligada ao atentado se apresenta à delegacia
    Daesh assumiu a autoria do tiroteio em Paris (VÍDEO)
    Tags:
    eleições presidenciais, tiroteio, atentado, Daesh, Paris, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais charges

    • Hasta la próxima eleição!
      Last update: 11:32 02.12.2020
      11:32 02.12.2020

      Nos vemos em 2024?

      Atual presidente dos EUA, Donald Trump, insinuou que concorrerá ao posto que ocupa atualmente na eleição presidencial de 2024, caso não assuma um hipotético segundo mandato.

    • Vai com Deus, Diego
      Last update: 08:51 26.11.2020
      08:51 26.11.2020

      Vai com Deus, Diego

      Partiu da vida aos 60 anos de idade Diego Maradona, a lenda do futebol mundial que permanecerá em nossas memórias e corações.

    • Correios dos EUA: mandou, não chegou
      Last update: 09:03 06.11.2020
      09:03 06.11.2020

      Correios dos EUA: mandou, não chegou

      No calor das eleições nos EUA, serviço postal do país atrasa e não consegue entregar mais de 150 mil cédulas eleitorais.

    • Trump paga pau para militares americanos
      Last update: 11:26 28.10.2020
      11:26 28.10.2020

      Trump paga pau para militares americanos

      Durante comício em Waukesha, no estado americano de Wisconsin, Donald Trump afirmou que as Forças Armadas dos EUA são invejadas por Rússia e China.