17:43 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Charges

    Os pequenos segredos sujos do almirante americano

    Charges
    URL curta
    490
    Nos siga no

    Um almirante e sete outros oficiais norte-americanos são acusados de corrupção na forma de festas sexuais com prostitutas.

    Almirante norte-americano trocava dados secretos por serviços de prostitutas

    Oficiais da Marinha dos EUA são acusados de receber propinas na forma de presentes, prostitutas e estadias em hotéis de luxo do empresário Leonard Glenn Francis, que estão localizados em Singapura e mantinham contratos com o Pentágono, diz o jornal The Washington Post.

    Tags:
    almirantes, prostitutas, propina, escândalo, Marinha dos EUA, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar

    Mais charges

    • Preparações especiais para negociar com Irã
      Last update: 13:03 16.09.2019
      13:03 16.09.2019

      Preparações especiais para negociar com Irã

      O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou não estar pronto para um encontro com o Irã sem condições preliminares.

    • Aterrissagem nem um pouco leve
      Last update: 11:11 13.09.2019
      11:11 13.09.2019

      Aterrissagem nem um pouco leve

      O risco mais sério para a economia global em curto prazo, comparado com a crise de 2008, é a saída do Reino Unido da União Europeia sem um tratado ratificado sobre as condições deste processo.

    • Use já o que ainda serve
      Last update: 12:35 09.09.2019
      12:35 09.09.2019

      Use já o que ainda serve

      Segundo o portal Defence News, que citou a Administração Nacional de Segurança Nuclear dos EUA (NNSA, sigla em inglês), o lançamento em produção das bombas norte-americanas B61-12 e ogivas termonucleares W88 ALT 370 será adiantado devido a falhas detectadas.

    • Que diplomacia é essa, EUA?
      Last update: 09:39 29.08.2019
      09:39 29.08.2019

      Que diplomacia é essa, EUA?

      Os EUA não procuram conflito nenhum com o Irã e querem colaborar diplomaticamente, declarou o secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper.