06:15 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Charges

    Da Turquia com jihad

    Charges
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    Soldados sírios revelam livro para jihadistas de editora turca.

    Da Turquia com jihad

    Após mais uma operação de liberação de uma área dos terroristas, soldados sírios encontraram no norte da província de Latakia um livro com conteúdo radical destinado a militantes da Turquia.

    Esse livro é um manual para terroristas escrito em árabe que tem instruções sobre "regras da guerra em território do inimigo".

    Mais:

    Analista: se Turquia cruzar a linha vermelha na Síria, poderá desencadear nova guerra
    EUA enviam soldados para ajudar a Turquia na luta contra Daesh na Síria
    Turquia abre fogo contra posições do Daesh na Síria
    Tags:
    charge, jihad, manual, terrorismo, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais charges

    • Quando a intromissão dá errado
      Last update: 11:31 04.08.2020
      11:31 04.08.2020

      Quando a intromissão dá errado

      O presidente dos EUA, Donald Trump, em entrevista ao site Axios, chamou o envio de tropas para o Oriente Médio de maior erro da história dos Estados Unidos.

    • Tropas dos EUA não param quietas
      Last update: 11:49 30.07.2020
      11:49 30.07.2020

      Tropas dos EUA não param quietas

      O presidente dos EUA, Donald Trump, defendeu a decisão de retirar seus soldados da Alemanha pelas importações alemãs de gás da Rússia.

    • Posso dar também uma espiadinha?
      Last update: 12:04 28.07.2020
      12:04 28.07.2020

      Todos do grupo querem fuçar

      Usuários da rede social Instagram perceberam que o aplicativo estava ligando a câmera frontal de smartphones sem autorização, enquanto empresa diz que tudo não passa de um erro técnico.

    • Quando há espaço só para os parças
      Last update: 10:18 27.07.2020
      10:18 27.07.2020

      Quando há espaço só para os parças

      A Alemanha se opõe ao retorno da Rússia ao G7, disse o ministro das Relações Exteriores alemão, Heiko Maas, em entrevista ao jornal Rheinische Post.