16:12 04 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Charges

    Transparência, inocência, gravação...demissão

    Charges
    URL curta
    6121
    Nos siga no

    O ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, pediu a demissão na noite desta segunda (30). Ele foi o segundo ministro a deixar o cargo após Michel Temer ter formado o novo governo.

    O ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira

    Em carta divulgada por Fabiano Silveira, o ministro ressalta sua inocência, dizendo que, além de ter sido "involuntariamente envolvido" no caso, achou melhor deixar o posto.

    Saiba mais

    Tags:
    ministro, cargo, demissão, gravação, Operação Lava Jato, Fabiano Silveira, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais charges

    • NYT caindo na própria armadilha da mentira
      Last update: 11:14 01.07.2020
      11:14 01.07.2020

      NYT caindo na própria armadilha da mentira

      O jornal New York Times publicou mais um artigo sobre recompensas financeiras supostamente russas a militantes associados ao Talibã para assassinato de militares dos EUA no Afeganistão.

    • Quando EUA querem muito uma coisa
      Last update: 11:20 30.06.2020
      11:20 30.06.2020

      Quando EUA querem muito uma coisa

      O senador republicano norte-americano John Thune propôs uma alteração na lei dos EUA para poder comprar sistemas russos de defesa antiaérea S-400 da Turquia.

    • Celebremos com orgulho os 75 anos da Vitória!
      Last update: 09:06 24.06.2020
      09:06 24.06.2020

      Celebremos com orgulho os 75 anos da Vitória!

      Presidente russo Vladimir Putin comemora com milhares de soldados da Rússia e outros países os 75 anos da Vitória, chamando a conquista de "vitória sobre o mal" e "triunfo de força sem precedentes".

    • Rixa franco-turca é morte cerebral da OTAN
      Last update: 13:21 23.06.2020
      13:21 23.06.2020

      Rixa franco-turca é 'morte cerebral' da OTAN

      Incidente entre fragatas da Turquia e da França é considerado por Macron como prova da "morte cerebral" da OTAN, enquanto conflito na Líbia cria divergências dentro do bloco.