10:46 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil contra COVID-19 em meados de setembro de 2021 (11)
    0121
    Nos siga no

    A Polícia Federal investiga se o prefeito tucano está por trás de um suposto esquema para desviar recursos públicos de contratos firmados pela prefeitura de Guarujá, incluindo verbas federais repassadas para o enfrentamento da pandemia.

    O prefeito de Guarujá, Válter Suman (PSDB), e o secretário de Educação do município, Marcelo Nicolau, foram presos em flagrante após a Polícia Federal (PF) localizar quase R$ 2 milhões. A investigação apura ainda um suposto desvio de mais de R$ 109 milhões, conforme o relatório da Controladoria-Geral da União (CGU).

    O dinheiro foi achado em quatro dos 25 endereços vasculhados pela PF na cidade e nos municípios de São Bernardo do Campo (SP), São Paulo (SP) e Nova Iguaçu (RJ), relata o portal UOL.

    A PF investiga se o tucano está por trás de um suposto esquema para desviar recursos públicos de contratos firmados pela prefeitura de Guarujá, incluindo verbas federais repassadas para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

    Após audiência de custódia, Suman e Nicolau permaneceram presos. Segundo a mídia, eles foram levados ao Centro de Progressão Penitenciária de São Vicente.

    Em nota, a prefeitura de Guarujá afirmou que agiu de forma correta e transparente, e que está colaborando com as investigações.

    "A prefeitura de Guarujá informa que [...] os procedimentos administrativos relativos à aplicação dos repasses [relativos à] COVID-19, e também ao custeio do hospital de campanha, tiveram seus trâmites pautados na legalidade e na transparência, conforme manda a legislação, e está colaborando com as apurações [...]. Também já foi instaurada sindicância interna para apurar eventual envolvimento de servidores públicos", lê-se na nota, reproduzida pelo portal.

    Além dos mandados de busca e apreensão, o desembargador Nino Toldo, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, em São Paulo, autorizou ainda o bloqueio de R$ 7 milhões em bens e valores dos investigados.

    Tema:
    Brasil contra COVID-19 em meados de setembro de 2021 (11)

    Mais:

    Prevaricação: PF pede ao Planalto detalhes sobre encontro entre Luís Miranda e Bolsonaro
    Cantor Sérgio Reis e deputado Otoni de Paula são procurados pela PF
    Operação Tamoios: PF desarticula esquema de tráfico de drogas por via marítima entre Brasil e Europa
    PF monitora campanha de ex-estrategista de Trump contra urnas eletrônicas no Brasil
    Tags:
    Polícia Federal, Polícia Federal - PF, Guarujá, prefeito, PSDB, desvio, desvio de verbas públicas, desvio de dinheiro público, CGU, COVID-19, pandemia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar