02:13 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    11456
    Nos siga no

    Depois de sofrer um ataque, o Consulado da China no Rio de Janeiro pediu uma "investigação minuciosa" sobre o caso por parte das autoridades brasileiras. Afirmou também que espera "medidas concretas" de proteção dos diplomatas chineses.

    O Consulado da China no Rio de Janeiro pediu neste sábado (18) uma investigação minuciosa e punição do responsável por atirar um artefato explosivo contra a sua sede.

    "Mantendo estreita comunicação com as autoridades brasileiras, as missões diplomáticas e consulares da China no Brasil pedem a investigação minuciosa sobre o ataque, a punição do culpado nos termos da lei e medidas cabíveis para evitar que incidentes similares voltem a ocorrer", lê-se na nota do consulado, citada pelo portal G1.

    O comunicado continua: "Esperamos e temos a convicção de que o governo brasileiro tomará medidas concretas para proteger esta missão consular e seu pessoal, como prevê a Convenção de Viena sobre Relações Consulares, garantindo a segurança e a integridade das instalações e de seu pessoal".

    Ataque ao Consulado

    O atentado ocorreu na quinta-feira (16) e foi filmado por câmeras de segurança do prédio do Consulado. As imagens mostram um homem, vestido de casaco preto e máscara, arremessando um artefato explosivo contra o prédio. Ninguém ficou ferido.

    As investigações estão sob responsabilidade da 10ª Delegacia de Polícia Civil do Rio de Janeiro, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. Os investigadores conseguiram recolher fragmentos do explosivo e esperam identificar o responsável pelo ataque.

    Mais:

    Maduro avisa Forças Armadas para que fiquem atentas às ameaças da Colômbia
    Atentado a tiros na FedEx de Indianápolis deixa 9 mortos (VÍDEOS)
    'Ataque a nossos valores': Europa condena atentado a jornalista de investigação nos Países Baixos
    Governador do Maranhão alertou Lula sobre possível atentado em 2022, diz mídia
    Tags:
    Rio de Janeiro, consulado, consulado, China, ataque, ataque, atentado, atentado, atentado, Polícia Civil, Polícia Civil do Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar