10:41 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    5202
    Nos siga no

    Tecendo declarações mais amistosas, presidente diz que parceira com Pequim é fundamental para gestão da pandemia no Brasil. Entretanto, no sábado (4), afirmou que a CoronaVac não tem comprovação científica.

    Nesta quinta-feira (9), durante seu discurso na 13ª Cúpula do BRICS, o presidente Jair Bolsonaro mudou o teor do seu tradicional discurso hostil contra a China e disse que a parceria com o gigante asiático "tem se mostrado essencial para a gestão adequada da pandemia no Brasil".

    "Essa parceria tem se mostrado essencial para a gestão adequada da pandemia no Brasil, tendo em vista que parcela expressiva das vacinas oferecidas à população brasileira são produzidas com insumos originários da China", declarou.

    Muitas vezes Bolsonaro colocou em dúvida a CoronaVac, imunizante chinês contra a COVID-19, assim como deu a entender que o coronavírus é um vírus disseminado por Pequim.

    No último sábado (4), durante participação na conferência conservadora CPAC, Bolsonaro afirmou que a CoronaVac não tinha comprovação científica, segundo O Globo.

    Tal informação é falsa, já que a vacina foi aprovada pela Anvisa após análise dos estudos que atestaram sua eficácia.

    Durante sua fala, o presidente elogiou também os outros países participantes. Em relação à Índia, outro exportador de insumos, o chefe do Executivo também destacou a parceria na pandemia.

    "A parceria estratégica vive um excelente momento. Diversos instrumentos estão rendendo frutos e nossa cooperação tem avançado em especial nas áreas de ciência e tecnologia, sobretudo no combate à pandemia da COVID-19", afirmou.

    Mais:

    Afeganistão, Irã, vacinas e colaboração internacional: BRICS divulga declaração após reunião on-line
    Putin: países BRICS não querem tráfico de drogas e propagação do terrorismo a partir do Afeganistão
    BRICS aprova 28 novos projetos em diversas áreas com valor superior a US$ 2 bilhões
    Tags:
    China, Vacina CoronaVac, pandemia, BRICS, geopolítica
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar