00:03 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    7817
    Nos siga no

    Ministro atacou gestão dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff com fotos em telão e comparou dados do governo anterior com o atual. Segundo Lorenzoni, os petistas "são mestres no disfarce, na mentira, na enganação".

    Nesta sexta-feira (3), coube ao ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni (DEM), fazer a abertura do evento ultraconservador da CPAC, Conferência de Ação Política Conservadora, que ocorre hoje e amanhã (4) em Brasília.

    A conferência, liderada pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL) e organizada por diversos políticos brasileiros e militantes da extrema direita, terá como palestrante principal Donald Trump Jr., filho do ex-presidente dos EUA, Donald Trump, conforme noticiado.

    Na abertura, o ministro resumiu, em determinado momento do pronunciamento, "somos nós contra eles". "Eles", como detalhou Lorenzoni, são os petistas e seus aliados. Em imagens exibidas em um telão, ele procurou demarcar esse contraste, exibindo frases e dados, segundo a Folha de São Paulo.

    De acordo com Lorenzoni, os petistas "são mestres no disfarce, na mentira, na enganação".

    Um dos momentos mais aplaudidos foi quando o ministro mostrou o resultado da taxa de emprego na fase final do governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) comparado à geração de postos de trabalho sob o governo Bolsonaro.

    "Foram 2,5 milhões de empregos destruídos no governo daquela senhora que gostava de estocar vento. E sem pandemia", afirmou. Já a atual gestão teria criado 2,8 milhões de empregos, segundo o político.

    ​​O ministro também exibiu imagens do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, ao lado de líderes de esquerda em países como Cuba e Venezuela, e de manifestações de movimentos aliados como Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) que Lula participou.

    ​"Enquanto eles se serviram do Brasil, o governo do presidente Bolsonaro serve ao Brasil. Não é apenas um jogo de palavras. Isso faz toda a diferença", afirmou Lorenzoni.

    A conferência encerra no sábado (4), com a presença de integrantes e ex-integrantes do governo, como o ex-chanceler, Ernesto Araújo, o ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, além de deputados, influenciadores e ativistas em geral. 

    Mais:

    Acareação: CPI aprova depoimento conjunto entre Lorenzoni e Luis Miranda sobre compra da Covaxin
    Lula: 'Brasil não aguenta mais presidente tresloucado'; Bolsonaro prioriza entrevistas no Nordeste
    Donald Trump Jr. será principal palestrante de evento conservador no Brasil antes do 7 de setembro
    Tags:
    Onyx Lorenzoni, antipetismo, extrema direita, política, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar