14:42 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    131515
    Nos siga no

    O ex-presidente Lula opinou nesta quarta-feira (18) em sua conta no Twitter que o atual presidente da República deveria focar em governar o país "decentemente" e falou sobre estratégia na corrida eleitoral 2022.

    Tendo em conta a atual situação de embate do presidente Jair Bolsonaro com o Poder Judiciário nas última semanas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez uma série de posts em sua conta no Twitter nesta quarta-feira (18) e deu pistas sobre como vai agir na corrida presidencial no ano que vem. 

    Nos textos, Lula parece levar em consideração as recentes afirmações e ações do presidente Bolsonaro como o uso de tons de ameaça por uma "ruptura institucional" em seu embate com o Supremo Tribunal Federal (STF), ameaças de não haver eleições em 2022 e a mais recente briga pelo "voto impresso auditável".

    Lula, que já havia se posicionado contra a proposta defendida por Bolsonaro anteriormente, escreveu que o presidente da República "não terá a sustentação que ele pensa na campanha", afirmando que o centrão não é um partido político e que eles não agem em bloco na campanha. 

    "Quando chega perto da eleição, eles vão olhar a situação no seu estado. Bolsonaro já perdeu o voto impresso, perdeu o distritão e passou a federação", pontuou Lula.

    O ex-presidente acusou Bolsonaro de ser "irresponsável" por "brigar" com o Judiciário. 

    Em outro post, Lula falou ainda que tem a intenção de viajar pelo país e fazer alianças, possivelmente visando as eleições no ano que vem.

    Mais:

    Lula diz para Bolsonaro parar 'de ser chucro e estúpido' em provocação sobre as eleições de 2022
    Poderia Lula 'pacificar' América Latina após 'legado de Bolsonaro' se ganhar em 2022?
    Para Gilmar Mendes, Lava Jato causou um colapso no Judiciário
    Tags:
    Lula, Luiz Inácio Lula da Silva, Bolsonaro, Poder Judiciário, briga, irresponsabilidade
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar