08:29 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    269618
    Nos siga no

    Nesta sexta-feira (13), a Polícia Federal cumpriu o mandado de prisão preventiva e prendeu o ex-deputado Roberto Jefferson no inquérito das milícias digitais.

    A ordem de prisão, emitida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), é decorrente do inquérito da milícia digital, que seria dividida em núcleos: de produção, de publicação, de financiamento e político, além da suspeita do uso de verba pública.

    Além da reclusão, Moraes determinou busca e apreensão de computadores e celulares para aprofundar as investigações, segundo o Correio Braziliense.

    Viaturas da Polícia Federal
    © Folhapress / Paulo Lopes
    Viaturas da Polícia Federal

    Hoje pela manhã, o ex-deputado publicou em uma rede social que a Polícia Federal havia realizado buscas na casa de parentes.

    "A Polícia Federal foi a casa de minha ex-mulher, mãe de meus filhos, com ordem de prisão contra mim e busca e apreensão. Vamos ver de onde parte essa canalhice", escreveu.

    O inquérito investiga o funcionamento e a organização de uma milícia digital destinada a ataques à democracia.

    O ex-deputado, que já foi preso anteriormente pela condenação no mensalão, hoje é aliado do presidente Jair Bolsonaro e tem veiculado com frequência vídeos com ataques aos ministros do Supremo, informou o portal IG.

    Mais:

    TSE apresenta notícia-crime contra Bolsonaro ao STF por vazamento de informação sigilosa
    Flávio Bolsonaro vai processar João Doria por acusação de sonegação na compra de casa de luxo
    Bolsonaro admite chumbo de proposta de voto impresso e acusa Barroso de 'apavorar' oposição
    Tags:
    Brasil, Polícia Federal, operação, deputado, deputados, criminosos, milícia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar