13:55 24 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil em meados de julho de 2021 (17)
    0 32
    Nos siga no

    PF quer apurar se denúncia feita pelo deputado, de que teria alertado Bolsonaro sobre irregularidades na compra do imunizante indiano, é verdadeira. Caso não seja, ficará caracterizada denúncia caluniosa e Miranda será investigado junto ao presidente.

    Nesta terça-feira (20), a Polícia Federal enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o pedido do ministro da Justiça, Anderson Torres, para que o deputado Luis Claudio Miranda (DEM-DF) seja investigado por suposta denunciação caluniosa contra o presidente Jair Bolsonaro, segundo o G1.

    O caso foi enviado para a ministra Rosa Weber, que é relatora do inquérito que apura a conduta do presidente. A ministra deve encaminhar o pedido contra Miranda para a análise da Procuradoria-Geral da República (PGR), segundo a mídia.

    Após as declarações do deputado e de seu irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda, dizendo que alertaram pessoalmente o presidente em março sobre irregularidades na compra da vacina Covaxin, Bolsonaro passou a ser investigado no Supremo.

    A PF, agora, quer que o STF esclareça se há conexão entre os fatos apontados na denúncia do deputado e os fatos apurados no inquérito de Bolsonaro. Se o tribunal entender que há uma ligação, Jair Bolsonaro e Luis Miranda passariam a ser investigados no mesmo processo.

    Luis Ricardo Fernandes Miranda, servidor do Ministério da Saúde, saiu, e seu irmão, o deputado Luis Miranda, participam de audiência da CPI da Covid no Senado Federal, em Brasília, Brasil, sexta-feira, 25 de junho de 2021
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Luis Ricardo Fernandes Miranda, servidor do Ministério da Saúde, saiu, e seu irmão, o deputado Luis Miranda, participam de audiência da CPI da Covid no Senado Federal, em Brasília, Brasil, sexta-feira, 25 de junho de 2021

    Caso não haja, o deputado seria enquadrado dentro do que se caracteriza como denunciação caluniosa, entretanto, se houver, seria identificado crime de prevaricação por parte do presidente.

    Por três meses, o governo nada disse publicamente sobre as denúncias em torno da Covaxin. Depois que os irmãos Miranda a tornaram pública, o Palácio do Planalto já apresentou três versões, de acordo com a mídia.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil em meados de julho de 2021 (17)

    Mais:

    Deputado petista diz que Luis Miranda gravou conversa com Bolsonaro: 'Muita informação e baixaria'
    CPI da Covid vai votar quebra de sigilo dos deputados federais Luis Miranda e Ricardo Barros
    'Temo ataque de algum maluco': deputado Luis Miranda pede autorização à PF para comprar arma de fogo
    Tags:
    Luis Miranda, CPI da Covid, STF, denúncia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar