12:44 05 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil em meados de julho de 2021 (17)
    0 22
    Nos siga no

    Vice-presidente da CPI comunica período de recesso parlamentar que vai, por 13 dias, suspender as atividades no Senado. Contudo, senadores disseram que vão continuar a analisar documentos a partir de seus estados.

    Nesta quinta-feira (15), o vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), anunciou que a Comissão Parlamentar de Inquérito vai entrar em recesso e retomar as atividades no dia 3 de agosto, segundo o G1.

    Durante o período das férias parlamentares, de 18 a 31 de julho, os senadores não vão a Brasília, entretanto, disseram que continuarão a analisar documentos a partir de seus estados.

    Ex-diretor da Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, falando com o senador Omar Aziz, durante seu depoimento à CPI da Covid, 7 de julho de 2021
    © AFP 2021 / Pedro FRANCA / AGENCIA SENADO
    Ex-diretor da Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, falando com o senador Omar Aziz, durante seu depoimento à CPI da Covid, 7 de julho de 2021

    No dia 6 de julho, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), havia dito que os trabalhos da comissão seguiriam mesmo durante o recesso. Na ocasião, ele afirmou que "não dá para tirar férias com pessoas sendo vítimas da COVID-19 no Brasil".

    Na quarta-feira (14), também foi anunciada, pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), a prorrogação dos trabalhos da CPI por mais três meses.

    A CPI da Covid teve seu início no dia 27 de abril e o prazo final para sua conclusão era até 7 de agosto, mas com os escândalos envolvendo supostas irregularidades na aquisição de vacinas pelo Ministério da Saúde, os senadores pediram sua prorrogação.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil em meados de julho de 2021 (17)

    Mais:

    Dominghetti teria avisado Cristiano Carvalho, da Davati, sobre 'comissionamento' na venda de vacinas
    Google, Facebook e Twitter articulam nos bastidores para investigação da CPI não acentuar, diz mídia
    Ricardo Barros diz que CPI é 'tribunal de exceção' e critica não ter chance de direito de defesa
    Tags:
    Senado, COVID-19, CPI da Covid, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar