17:00 31 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil em meados de julho de 2021 (17)
    562
    Nos siga no

    Doria contou que está bem e disposto, e atribuiu o quadro leve à imunização com a vacina CoronaVac. O governador tomou a primeira dose do imunizante em maio deste ano e a segunda dose em junho.

    O governador de São Paulo, João Doria, afirmou nesta quinta-feira (15) que testou positivo para COVID-19 pela segunda vez. O anúncio foi feito através das redes sociais. O governador explicou que descobriu a reinfecção ao realizar um teste por prevenção. Por orientação médica, cancelou toda a agenda e deve trabalhar de casa.

    View this post on Instagram

    A post shared by João Doria (@jdoriajr)

    O governador já havia testado positivo para a doença em agosto de 2020 e se manteve assintomático, assim como a primeira-dama, Bia Doria, e o secretário municipal da Educação, Bruno Caetano.

    Doria contou que está bem e disposto, e atribuiu o quadro leve do SARS-CoV-2 à imunização com a vacina CoronaVac, que reduz as chances de a doença se agravar.

    "Continuarei sendo acompanhado pelos médicos, com a certeza de que a vacina está me protegendo, assim como protege milhões de brasileiros", afirmou Doria.

    O governador aproveitou para reforçar a importância da vacinação: "Para aqueles que ainda não foram vacinados, meu caso também serve de exemplo, para demonstrar a importância da vacinação para evitar que a doença se agrave, levando à internação ou morte".

    O governador tomou a primeira dose da vacina CoronaVac em maio deste ano e a segunda dose em junho.

    Na quarta-feira (14), o Brasil confirmou mais 1.574 mortes e 56.956 casos de COVID-19, totalizando 537.498 óbitos e 19.209.021 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil em meados de julho de 2021 (17)

    Mais:

    Sputnik V fornece 90% de proteção contra cepa Delta da COVID-19, segundo cientista
    Morte de mulher infectada com 2 cepas de COVID-19 suscita preocupações sobre risco de coinfecção
    Incêndio em hospital para doentes com COVID-19 no Iraque deixa pelo menos 50 mortos (VÍDEOS)
    Cientista diz que 'podemos nunca saber' origens da COVID-19, mas as pesquisas devem continuar
    Tags:
    vacina, São Paulo, COVID-19, pandemia, novo coronavírus, Vacina CoronaVac, João Dória Jr, João Doria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar