19:57 02 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    SARS-CoV-2 no Brasil no início de julho de 2021 (21)
    10213
    Nos siga no

    Os irmãos Miranda afirmaram à CPI da Covid que relataram ao presidente da República, em 20 de março, cobrança de propina e outras irregularidades na compra da vacina indiana Covaxin.

    O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) afirmou na sexta-feira (9) que a reunião entre o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) e seu irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Fernandes Miranda, com o presidente Jair Bolsonaro foi gravada.

    Em uma publicação no Twitter, Pimenta disse que "são 50 minutos de muita informação e baixaria". Segundo o portal Terra, o deputado petista afirmou que Miranda exibiu um trecho da gravação a um grupo restrito de parlamentares, em Brasília.

    ​O deputado teria reproduzido parte do áudio para mostrar aos colegas parlamentares que o material existia. Entre os presentes estariam deputados aliados do presidente Bolsonaro. Segundo parlamentares, Miranda afirmou que só vai divulgar o conteúdo da gravação caso o presidente diga em público que ele e seu irmão estão mentindo.

    Luis Ricardo Fernandes Miranda, servidor do Ministério da Saúde, saiu, e seu irmão, o deputado Luis Miranda, participam de audiência da CPI da Covid no Senado Federal, em Brasília, Brasil, sexta-feira, 25 de junho de 2021
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Luis Ricardo Fernandes Miranda, servidor do Ministério da Saúde, saiu, e seu irmão, o deputado Luis Miranda, participam de audiência da CPI da Covid no Senado Federal, em Brasília, Brasil, sexta-feira, 25 de junho de 2021

    Depoimento à CPI

    Em 25 de junho, durante quase oito horas de depoimento, os irmãos Miranda disseram à CPI da Covid que relataram a Bolsonaro, em reunião ocorrida no Palácio da Alvorada em 20 de março, que ocorreram cobrança de propina e outras irregularidades na compra da Covaxin, vacina contra a COVID-19 produzida pelo laboratório indiano Bharat Biotech.

    O caso também é investigado pelo Ministério Público (MPF), que viu indícios de crime. Luis Ricardo Fernandes Miranda discute com a Polícia Federal a possibilidade de ser incluído no programa de proteção a testemunhas.

    Tema:
    SARS-CoV-2 no Brasil no início de julho de 2021 (21)

    Mais:

    Após vazamento de áudios, relator da CPI quer convocar ex-cunhada de Jair Bolsonaro para depor
    Em semana de depoimentos de ex-membros da Saúde, Queiroga diz que CPI não lhe traz 'preocupações'
    Senadores temem que Planalto articule durante recesso para não viabilizar prorrogação da CPI
    'Podem levar': presidente da CPI da Covid dá voz de prisão a ex-diretor da Saúde Roberto Dias
    Tags:
    Paulo Pimenta, Ministério da Saúde, vacina, vacina, CPI da Covid, COVID-19, governo bolsonaro, Jair Bolsonaro, Câmara dos Deputados, deputados federais
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar