19:55 02 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil contra coronavírus no final de junho de 2021 (27)
    1165
    Nos siga no

    Irmãos participaram da CPI da Covid na sexta-feira (25). Luis Ricardo Miranda é servidor da pasta e foi responsável pela denúncia de corrupção envolvendo o contrato para a aquisição da vacina Covaxin.

    O servidor Luis Ricardo Fernandes Miranda foi bloqueado ao Sistema Eletrônico de Informações (SEI) do Ministério da Saúde, onde trabalha. A informação foi dada pelo irmão dele, o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), neste domingo (27), em uma publicação no Twitter. Ricardo denunciou suspeitas envolvendo a compra da vacina indiana Covaxin.

    ​Na sexta-feira (25), os dois irmãos foram ouvidos na CPI da Covid para falar sobre as suspeitas envolvendo a Covaxin. Durante quase oito horas, os dois relataram que levaram as informações para o presidente Jair Bolsonaro em março. O caso também é investigado pelo Ministério Público (MPF), que viu indícios de crime.

    O Ministério da Saúde ainda não se pronunciou sobre o bloqueio do servidor.

    Irmãos Miranda chegam para depor na CPI da Covid, Brasília, 25 de junho de 2021
    Irmãos Miranda chegam para depor na CPI da Covid, Brasília, 25 de junho de 2021

    Notícia-crime contra Bolsonaro

    Depois dos depoimentos, o vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), declarou que a comissão apresentará na segunda-feira (28) uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal (STF) e à Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo crime de prevaricação.

    Na interpretação da comissão, a partir do momento que Bolsonaro foi informado e não agiu para investigar o suposto esquema de corrupção no âmbito da contratação da Covaxin, o presidente prevaricou.

    "O presidente não mandou investigar absolutamente nada […]. Para quem joga pedra em todos, ele prevaricou. Prevaricou", disse o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM).

    Tema:
    Brasil contra coronavírus no final de junho de 2021 (27)

    Mais:

    Wizard não comparece na CPI da Covid e Omar Aziz pede condução coercitiva e apreensão de passaporte
    Marcelo Queiroga passa de testemunha a investigado na CPI da Covid por decisão de Calheiros
    CPI vai convocar Facebook e YouTube para saber por que permitem lives negacionistas de Bolsonaro
    CPI da Covid: Bolsonaro pode ser incluído no rol de investigados
    Tags:
    Ministério da Saúde, vacina, vacina, Jair Bolsonaro, governo bolsonaro, Senado Federal, CPI da Covid
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar