12:00 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil vs. coronavírus em meados de junho de 2021 (20)
    2273
    Nos siga no

    Carlos Wizard é apontado como membro do suposto "gabinete paralelo", que aconselhava o presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia do novo coronavírus às margens do Ministério da Saúde.

    Equipes da Polícia Federal compareceram ao endereço de Carlos Wizard em Campinas, São Paulo, na quinta-feira (17), para executar a condução coercitiva e levar o empresário para depor na CPI da Covid, mas segundo relatório do órgão obtido pelo portal UOL, os agentes descobriram que Wizard foi para a Cidade do México, México, em 30 de março e não voltou.

    "Foi verificado no sistema migratório que Carlos [Wizard] teve como última movimentação migratória a saída do Brasil no dia 30/03/2021, às 08h33min, pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos/SP, em voo com destino à Cidade do México, no México, não constando movimento migratório de retorno", diz o relatório.

    Além da condução coercitiva, a CPI da Covid solicitou também à Justiça que o passaporte do empresário fosse apreendido tão logo ele volte ao Brasil.

    Ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, (à esquerda) conversa com o relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), no Senado Federal, Brasília, 19 de maio de 2021
    © REUTERS / Adriano Machado
    Ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, (à esquerda) conversa com o relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), no Senado Federal, Brasília, 19 de maio de 2021

    De testemunha a investigado

    O empresário foi chamado para prestar depoimento na comissão do Senado Federal por suspeita de integrar o "gabinete paralelo", que priorizou medidas não científicas no combate à pandemia do novo coronavírus. Mesmo com habeas corpus para ficar calado, Wizard não apareceu para depor no Senado na quinta-feira (17).

    Nesta sexta-feira (18), o relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL), divulgou uma lista com 14 nomes que passarão de testemunhas a investigados na CPI da Covid. Carlos Wizard é um dos nomes que constam na lista.

    Tema:
    Brasil vs. coronavírus em meados de junho de 2021 (20)

    Mais:

    Marcelo Queiroga passa de testemunha a investigado na CPI da Covid por decisão de Calheiros
    Próxima etapa de procura por origem da COVID-19 deve ser focada nos EUA, diz epidemiologista chinês
    Calheiros anuncia nomes das 14 pessoas que passaram de testemunhas a investigados na CPI da Covid
    COVID-19: Lisboa é isolada durante fim de semana para tentar conter contágio; especialistas divergem
    Tags:
    México, Brasil, CPI da Covid, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar