20:10 02 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    326
    Nos siga no

    Acordo foi assinado no dia de hoje (15) em cerimônia reunindo ministros e presidente da República. Até o momento, o Brasil é o único país da América do Sul a participar do programa.

    Nesta terça-feira (15), o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, assinou um pacto de cooperação que oficializa a participação do Brasil no programa Artemis, da NASA, para levar novamente voos tripulados por humanos à Lua, segundo o G1.

    A cooperação foi assinada em uma cerimônia com a presença do presidente, Jair Bolsonaro, o qual declarou que o objetivo do governo é estimular os jovens a se interessarem por pesquisas na área.

    O programa tem como intuito enviar a primeira mulher à Lua, assim como a primeira pessoa negra.

    "O Brasil tem um potencial enorme e vai mostrar o seu valor agora, neste grande acordo, neste projeto Artemis, não apenas para levar uma mulher ao espaço, mas o que nós podemos trazer do espaço pra aplicarmos aqui na Terra", disse o presidente.

    A lista de princípios da iniciativa inclui "exploração pacífica, transparência, interoperabilidade, prestação de assistência emergencial e liberação pública de dados científicos", segundo a mídia.

    O Brasil é, até agora, o único país da América do Sul a participar do Artemis. Ao todo, 12 países estão na lista, entre eles, Austrália, Canadá, Itália, Japão, Reino Unido e Coreia do Sul.

    Segundo o G1, não há previsão de investimentos por parte do governo brasileiro.

    Comandante da missão lunar Apollo 11, Neil Armstrong, perto do módulo lunar (foto de arquivo)
    © Foto / NASA
    Comandante da missão lunar Apollo 11, Neil Armstrong, perto do módulo lunar (foto de arquivo)

    A NASA planeja lançar o programa Artemis em 2024. A última vez que a Lua recebeu uma "visita" humana foi em 1972 através do programa Apollo da mesma agência espacial.

    Mais:

    'Vou repor a perda de 30% de institutos de ciência e tecnologia', diz Marcos Pontes à Sputnik Brasil
    'É excelente!', diz Marcos Pontes à Sputnik sobre aprovação de uso emergencial da CoronaVac pela OMS
    Brasil precisa de 'menos foguete e mais vacina', diz Guedes para Marcos Pontes
    Tags:
    NASA, Artemis, Marcos Pontes, Jair Bolsonaro, ciência
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar