23:27 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    674
    Nos siga no

    Em uma perspectiva otimista após registro da alta do PIB no começo do mês, pela sétima semana consecutiva, mercado financeiro aumenta estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto brasileiro.

    Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central aumentaram a projeção para a expansão da economia brasileira. A previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) subiu de 3,96% para 4,36%, de acordo com a Agência Brasil.

    As expectativas para um índice positivo do PIB no Brasil ficaram mais otimistas após o mesmo apresentar crescimento de 1,2% no primeiro trimestre de 2021, conforme noticiado no dia 1º. As previsões ganharam impulso com a constatação de que mesmo em meio à crise econômica gerada pela pandemia de COVID-19, o PIB teve resultado favorável.

    Em relação à inflação para 2022, a estimativa foi ajustada de 3,68% para 3,70%. Tanto para 2023 como para 2024, a previsão para o índice é de 3,25%, segundo a mídia.

    Apesar da previsão positiva sobre o PIB, os alimentos no Brasil continuam a ter os preços elevados. Em uma prateleira de mercado em Recife composta por 13 itens essenciais para rotina alimentar, dez deles sofreram aumento até o mês de março de 2021
    © Folhapress / Arthur Souza
    Apesar da previsão positiva sobre o PIB, os alimentos no Brasil continuam a ter os preços elevados. Em uma prateleira de mercado em Recife composta por 13 itens essenciais para rotina alimentar, dez deles sofreram aumento até o mês de março de 2021

    Para formular a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, fixada atualmente em 3,5% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

    Já para o mercado financeiro, a expectativa é de que a Selic termine 2021 em 5,75% ao ano. Para o fim dos anos de 2022, 2023 e 2024, a previsão é de que a taxa básica encerre estes períodos em 6,5% ao ano.

    Em relação ao câmbio, a perspectiva para o preço do dólar permaneceu em R$ 5,30 para o final deste ano e de 2022.

    Mais:

    PIB do 1º trimestre da China cresce 18,3%, o mais rápido em 30 anos
    Brasil cai para a 85ª posição no ranking global de PIB per capita, aponta FMI
    Especialista: PIB chinês cairá 0,8% após Biden proibir compra de ações do país, Pequim vai responder
    Tags:
    mercado financeiro, Brasil, economia, PIB
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar