12:52 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    71526
    Nos siga no

    Presidente estaria criando estratégias para contornar resistência à realização do campeonato no Brasil. Em meio ao diálogo com Bolsonaro para efetuar troca de técnicos, Rogério Caboclo, presidente da CBF, foi afastado do cargo.

    O presidente Jair Bolsonaro estaria se articulando nos bastidores para tirar o atual técnico da Seleção Brasileira, Tite, e colocar Renato Gaúcho em seu lugar, de acordo com o portal Terra.

    A finalidade de tal movimentação seria a de contar com um técnico que se alinhe com sua ideologia política e não se oponha à realização do campeonato, que ao que tudo indica, começará no próximo domingo dia 13.

    Segundo o portal, Bolsonaro teria montado um gabinete de crise para contornar a insatisfação dos jogadores e sua oposição à participação. De acordo com assessores, a realização da Copa América para o presidente é "uma questão de honra".

    Ainda de acordo com a mídia, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, teria prometido ao governo federal que faria essa troca de técnicos.

    Porém, o mesmo foi afastado do cargo por 30 dias após denúncia de assédio sexual. Seu vice, Antônio Carlos Nunes, assume o posto durante o período de afastamento, segundo o Globo Esporte.

    A imagem de Tite passou a ser vista com maus olhos após o seu pronunciamento a favor dos jogadores da Seleção Brasileira, que não defendem a realização da Copa América no Brasil. A partir desse apoio do técnico, o governo federal estaria planejando essa mudança.  

    No sábado (5), Bolsonaro participou de uma reunião por videoconferência com membros da Conmebol e reafirmou a vontade de realizar o campeonato entre seleções sul-americanas no país. Capitães das dez seleções que participarão do torneio foram sondados para se juntar à reunião, mas nenhum aceitou o convite, de acordo com a mídia.

    Mais:

    Calheiros pede a jogadores que não participem da Copa América; Flávio Bolsonaro apela ao contrário
    OMS diz que não foi consultada para realização da Copa América no Brasil
    DF: Ministério Público questiona fiscalizações de medidas contra COVID-19 na Copa América
    Tags:
    pandemia, copa américa, CBF, Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar