21:09 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil vs. coronavírus no fim de maio de 2021 (47)
    0 02
    Nos siga no

    A Anvisa ampliou nesta sexta-feira (28) de cinco para 31 dias o tempo de armazenamento da vacina da Pfizer, medida que possibilita a expansão da distribuição do imunizante pelo Brasil. 

    Anteriormente, devido ao prazo de validade considerado curto, a Pfizer só estava sendo entregue para algumas cidades. 

    As doses da Pfizer precisam ser armazenadas em temperatura entre 2ºC e 8ºC. Agências dos Estados Unidos e Europa também estenderam o tempo de armazenamento.

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária analisou dados apresentados pelo laboratório desenvolvedor da vacina para autorizar a mudança. 

    "Os estudos de estabilidade servem para definir por quanto tempo e em quais condições a vacina mantém suas características sem alteração", disse a Anvisa por meio de nota.

    Ampliação da vacinação

    Na quarta-feira (26), o Ministério da Saúde já havia ampliado a distribuição da Pfizer, com autorização para os estados repassarem a vacina para outros municípios além das capitais.

    De acordo com a farmacêutica, a nova regulamentação da Anvisa permitirá que mais cidades brasileiras tenham condições de armazenar o imunizante, ampliando a vacinação no país.

    Antes da liberação dos frascos para as salas de vacinação, as doses da Pfizer precisam ser armazenadas em caixas com temperaturas entre -25°C e -15°C por, no máximo, 14 dias.

    Novas doses

    Na quarta-feira, o Brasil recebeu o quinto lote da vacina da Pfizer, em um lote com 629.460 doses. Acordo assinado entre o laboratório e o governo prevê a entrega de 100 milhões de doses do imunizante até o final do terceiro trimestre de 2021.

    A previsão é de que mais 12 milhões de doses sejam entregues ao Ministério da Saúde em junho.

    Tema:
    Brasil vs. coronavírus no fim de maio de 2021 (47)

    Mais:

    Fonte anônima propõe 'orçamento colossal' a influenciadores franceses para criticar vacina da Pfizer
    Taiwan diz que China bloqueou acordo entre Taipé e Pfizer/BioNTech para vacinas contra COVID-19
    COVID-19: médico explica razões que levaram a Pfizer a retardar testes de vacina em grávidas
    Tags:
    vacina, Ministério da Saúde, Anvisa, Pfizer, Brasil, pandemia, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar